Há 40 anos, no dia 17 de março de 1973, o Estudante de Geologia da USP Alexandre Vannucchi Leme foi assassinado pela ditadura militar. Por ocasião de sua morte, na época, milhares de pessoas se dirigiram à missa na Catedral da Sé, para contestar a versão do regime de que Alexandre teria morrido atropelado e para protestar contra a ditadura. Seus assassinos, entretanto, continuam impunes.

Nos dias 14 e 15 de marços vão ocorrer um conjunto de atividades, impulsionadas pela Comissão Estadual da Verdade e diversas entidades e organizações, para homenagear Alexandre. Entre as atividades está o reconhecimento pela comissão da Anistia da condição de anistiado politico a Alexandre. A JR tomará parte nessas atividades, levantando a necessidade de que se faça justiça a Alexandre Vannucchi Leme e a todos os perseguidos, torturados e assassinados pelo regime militar, através da punição aos crimes da ditadura!

 

40 anos depois: Alexandre Vannucchi Leme vive!