A JRdoPT esteve presente nas mobilizações no dia 13 de agosto “Em defesa da educação, emprego e aposentadoria” chamado pela UNE.

Por todo o país milhares de estudantes saíram às ruas contra os cortes na educação, ao “future-se” e também contra a reforma da previdência aprovada na câmara dos deputados que junto com o governo federal retira o direito do povo.

Mobilização

Os núcleos da JRdoPT ajudaram na mobilização para os atos de rua por todo país. Por exemplo, em Juiz de Fora – MG, na UFJF, ajudamos no “roletaço” no restaurante universitário – RU no dia 06 de agosto. Participaram não apenas os estudantes representados pelo DCE, mas, também, os técnicos administrativos da universidade organizados no Sintufejuf.

No IFSP da Baixada Santista, cartazes e faixas da oficina de cartazes da JRdoPT para manifestação.

Na UnB, no campus Darcy Ribeiro e da Ceilândia foram organizadas passagens em salas e colagem de cartazes. No Rio Grande do Sul, ajudamos a aprovar posição contra o Future-se, na Unisinos no CAED, DAFil, DAMAQ, DALCEH e na Universidade Federal de Pelotas (UFPel) no CAFF e DAANT.

Colagem de cartazes na UnB
Panfletagem no campus da Ceilândia – UnB

Nas ruas

Agitando palavras de ordem como “O Bolsonaro fica ligado que vai cair o teu governo autoritário”, “Oh Bolsonaro vou te falar: Não ao Future-se que vai privatizar” e “Do meu direito não abro, da previdência, saúde e educação” lado a lado com milhares de estudantes e trabalhadores a JRdoPT marcou presença.

Lula Livre

Em Brasília, uma das mulheres representantes da 1ª Marcha das Mulheres Indígenas que se somaram ao ato da educação disse “nós estamos do lado de quem nos apoiou, quem nos apoiou foi Lula e nós vamos tirar ele da prisão”. O “Lula Livre” esteve presente nas manifestações. A luta pela liberdade de Lula é, também, o enfrentamento à essas instituições apodrecidas que retiram nossos direitos. Queremos Lula é nas ruas junto do povo! Nenhuma ilusão nas instituições apodrecidas. Precisamos intensificar as mobilizações para garantir sua liberdade, destruir a reforma da previdência, reverter os cortes na educação e pôr fim no governo autoritário de Bolsonaro.

A luta continua: contra os cortes, future-se e à reforma da previdência!

Faixa na manifestação em Cuiabá -MT

Bolsonaro cortou 926 milhões da educação para tornar em recurso para emendas parlamentares que foram destinados à comprar os votos de deputados federais que fossem favoráveis à reforma da previdência.

O que o governo quer é destruir a nossa previdência social e, para bancar, corta da educação. Universidades sem dinheiro, com risco de fechar as portas o MEC propõe um projeto que o futuro é na verdade privatizar o ensino superior público.

Portanto, todos juntos para os conselhos universitários não aderirem ao Future–se. Esse é o único caminho para barrar. Não se pode cair nessa armadilha de apresentar um projeto alternativo ao congresso nacional, como sinalizou a diretoria da UNE. Não passaria lá com a maioria ultrarreacionária e comprometida com a destruição dos nossos direitos. Só legitimaria a proposta do governo.

Temos que nos juntar com aqueles que querem defender os direitos. É possível barrar os ataques à educação e a previdência com força do povo na rua e ajudar dar um fim nesse governo autoritário. É responsabilidade da UNE e UBES engrossar esse caldo!

Estamos nas ruas de todo o país ombro a ombro com a classe trabalhadora em defesa da Educação e da Aposentadoria. Queremos educação, emprego e aposentadoria!

Junte-se à JRdoPT! Filie-se ao PT!

Durante as manifestações fizemos um chamado aos jovens para se filiarem no PT e conhecer a JRdoPT. O resultado é positivo! Você que quer se organizar para resistir à situação e defender os seus direitos, vem com a gente!

Vitória – ES

Sarah Lindalva – militante da JRdoPT em Brasília – DF.

Após o dia 13 de agosto, a luta continua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *