Encontro Nacional: Volta Redonda se mobiliza!

Encontro Nacional: Volta Redonda se mobiliza!

A Juventude Revolução já iniciou seus preparativos para o nosso 15o Encontro Nacional, que tem como objetivo unir a maior quantidade possível de jovens sob a bandeira “Lula Livre, Lula Presidente”. Acreditamos que essa é a saída para reverter as medidas dos golpistas e avançar nas reformas populares através da convocação de uma constituinte soberana para passar a limpo as instituições apodrecidas do nosso país. Somente Lula é capaz de convocá-la, por isso, sua prisão nada mais é, do que uma tentativa de impedir que isso aconteça. Em Volta Redonda -RJ, nossos militantes começaram a arrecadação para ir ao ENJR, vendendo nossas cartilhas na Universidade Geraldo DiBiase, discutindo e recolhendo contatos interessados em participar da nossa discussão e da ida ao nosso encontro. Venha você também discutir com a JR. Organize-se, Lute conosco!

Ato em defesa da Petrobras em Juiz de Fora!

Ato em defesa da Petrobras em Juiz de Fora!

A Juventude Revolução de Juiz de Fora e diversos agrupamentos e partidos de esquerda se reuniram no centro de Juiz de Fora em solidariedade a greve dos caminhoneiros, contra as privatizações e em defesa da democracia, nesta segunda-feira, 28. Mais de mil manifestantes se reuniram no Calçadão da rua Halfeld por volta das 17h. Após falas de diversos sindicalistas e militantes de diversos partidos de esquerda, o ato saiu em passeata pela Avenida Rio Branco e Getúlio Vargas, parando as principais vias do centro da cidade. Durante a manifestação, a Juventude Revolução declarou apoio à greve dos caminhoneiros e dos petroleiros. A JR ainda denunciou o pacote de imposições feitas pelo imperialismo ianque, que com sua mais recente tacada tem como objetivo a privatização da Petrobras e da Eletrobras. A Juventude Revolução juizforana ainda reafirmou o posicionamento pela democracia, pela saída do golpistas Michel Temer e do presidente da Petrobras, Pedro Parente. A JR defende que a saída para a situação em que vivemos passa pela liberdade e eleição de Lula como presidente para revogar as medidas golpistas, como a EC 95, a MP 746, a reforma trabalhista e abrir campo para a taxação das grandes fortunas, desmilitarização da PM e a reforma agrária, através de uma assembleia nacional constituinte soberana. Organize-se, lute conosco!

Jovens petistas criaram Comitê Lula Livre no Minha Casa Minha Vida em Salvador

Jovens petistas criaram Comitê Lula Livre no Minha Casa Minha Vida em Salvador

O programa Minha Casa Minha Vida foi criado em 2009 no governo Lula para famílias organizadas em cooperativas habitacionais o acesso à moradia. Desde o golpe, Temer vem paralisando as obras de casas e apartamentos. Em 2017, eram mais de 30 mil residências por todo o país sem previsão de entrega, ou seja, 70% do orçamento, mais de R$1,3 bilhão se tornou em obras inconclusas.

Lançamento da candidatura de Lula em Salvador!

Lançamento da candidatura de Lula em Salvador!

Em Salvador (BA), no dia 27.05, aconteceu o ato de lançamento da candidatura de Lula. A atividade contou com cerca de 200 pessoas, entre jovens, sindicalistas, parlamentares e militantes de movimentos sociais. O candidato do PT ao Senado, na Bahia, o ex-governador Jaques Wagner (dito pela mídia como plano B do PT) afirmou acertadamente: “meu nome não está à disposição. Eu sou Lula até o dia 07/10!”.

17 de Maio- Dia Internacional de Combate à Homofobia

17 de Maio- Dia Internacional de Combate à Homofobia

Hoje, dia 17 de maio de 2018, completa 28 anos que a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da lista de doenças, dessa maneira dando o primeiro passo para o progresso nos direitos da comunidade LGBTI. A data ficou marcada como o Dia Mundial da Luta Contra a Homofobia e foi pontapé inicial para políticas posteriores de legalização da união civil. A comunidade LGBTI é um dos grupos sociais que mais sofrem com a falta de leis específicas para suprir suas necessidades. Os poucos direitos sociais adquiridos vieram devagar e os que ainda precisam ser conseguidos são constantemente barrados pela presença de um congresso retrógrado e pela bancada conservadora que barra os projetos de lei que permitem o avanço nas políticas para mulheres, negros e LGBTI – retrocessos como a PEC 181 e impedindo avanços como a criminalização da homofobia. Recentemente, dia 14, a legalização do casamento civil entre casais homoafetivos fez 5 anos. 5 anos que os casais homossexuais brasileiros podem estabelecer sua união e ser resguardados pelo estado. No primeiro ano de aplicação da norma foram celebrados 3.700 casamentos desses casais. Uma vitória para a comunidade! Apesar dos avanços citados a homofobia ainda é um fator de morte no Brasil. Em 2017, 445 lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, transgêneros e intersexuais (LGBTI) foram mortos em crimes motivados por homofobia, isso significa uma vítima a cada 19 horas, além da situação dos transexuais e travestis que possui características bem únicas que passam por números específicos de assassinato, educação e prostituição. A homofobia é uma realidade concreta e crescente! A criminalização da homofobia é um passo essencial para conseguir justiça para uma comunidade que é silenciada e morre por conta de sua orientação sexual, mas a onda de retrocessos que acompanha o golpe de 2016 já mostrou que veio para tirar o direito dos oprimidos e frear as conquistas sociais. Com esse congresso não será possível avançar na conquista das necessidades da população LGBTI, pois os golpistas não estão aqui para assegurar os direitos do povo e sim para perpetuar a política golpista que é consequência do imperialismo que sobrevive ao retirar direitos e para privilegiar a burguesia do país que mata preto, pobre, índio, gay, lésbica e trans. É necessário novas políticas públicas que sejam construídas e decididas pela comunidade atingida, pelo povo que utiliza tais políticas e para isso é necessário que suas vontades sejam expressadas nos poderes executivo e legislativo. E não é isso que acontece hoje no Brasil do golpista Michel Temer com seus 3% de aprovação e este Congresso nacional que é o mais conservador desde 1964, desde o tempo da ditadura. É necessário varrer as instituições podres e viciadas deste país que garante a não-representação desta comunidade, das mulheres, negros e pobres no Congresso. De forma resumida é necessário modificar estas instituições que garantem a matança da comunidade LGBTI com a convocação de uma Assembleia Constituinte Exclusiva para podermos destravar as estruturas do país e avançar cada vez mais nas necessidades da

Parabéns ao Renova Andes!

Parabéns ao Renova Andes!

Parabenizamos a chapa Renova Andes pelos 45% dos votos obtidos nas eleições do Andes Sindicato Nacional no último dia 10 de maio. ​Vimos durante a campanha que muitos docentes abraçaram as propostas do Renova de lutar contra o golpe, pela democracia com Comitês por Lula Livre e em defesa dos direitos docentes e da universidade pública.​ Para nós que estamos juntos com os estudantes na luta pela recomposição do orçamento e revogação da PEC 95 como ocorre agora na greve na UNB e UFMT é uma imensa alegria comemorar com vocês essa vitória e saber que daqui para frente “nada será como antes”​ no movimento docente​. Contem conosco nesta luta! ​Saudações,   Sarah Lindalva. Secretária Nacional da Juventude Revolução.   Segue no link abaixo o Comunicado da Chapa Renova Andes Comunicado Renova após eleições

Governo golpista ataca acesso ao ensino superior

Governo golpista ataca acesso ao ensino superior

     O golpe foi para atacar a nossa soberania nacional e destruir nossos direitos. Direitos esses que arrancamos com o resultado de muita luta. Mais de um ano depois do golpe dado pelo imperialismo, usando as instituições apodrecidas e tendo Temer como representante público dessas políticas, o resultado é alarmante! A violência aumenta, o desemprego cresce absurdamente – 14 milhões -, e a juventude  vai ficando cada vez mais sem perspectiva de futuro. Desde que assumiu o governo brasileiro, a educação foi um dos primeiros pontos atacados por Temer. Além da reforma do ensino médio, que teve ampla resistência dos estudantes, o congelamento de gastos,  também tivemos o MEC cortando a homofobia da lista de preconceitos que devem ser combatidos. O acesso ao ensino, ou seja, o nosso acesso ao conhecimento vai se tornando cada vez mais difícil.      Além da redução do acesso ao FIES, colocando vários empecilhos aos estudantes para conseguirem o financiamento, o governo do ilegítimo Temer reduziu a possibilidade de acesso ao Enem dos estudantes mais pobres. Esse ano a taxa de inscrição sofreu um grande aumento. O aumento representa cerca de 20,5% a mais se compararmos com os exames anteriores. O salto de 68,00 reais do ano passado ( o que já era caro ), foi para 82,00 reais esse ano. Esse aumento considerável, em um país que a taxa de desemprego aumenta, coloca um resultado perverso no final da conta. O Enem de 2017 tem um número menor de inscritos ao se comparar com 2013! A argumentação do governo golpista é que a estratégia está ligada à redução de gastos e ao preço de aplicação da prova. Mentira!      Desde sua reforma do ensino médio a proposta do governo golpista é proibir o acesso ao conhecimento dos filhos e filhas dos trabalhadores do Brasil, fazendo com que a juventude tenha mão de obra precarizada, ajudando assim no lucro dos patrões. Num país onde tentam proibir a juventude de aposentar e de ter seus direitos, o governo Temer vem atacando, todos os dias, mais e mais, os direitos de toda uma geração. Recentemente saiu no jornal do Estadão, em sua publicação de 26 de abril, que 76% dos jovens adiaram o ingresso na faculdade por falta de dinheiro ou bolsa de estudos. A matéria deixa clara que 7 em cada 10 alunos queriam poder fazer o ensino superior, mas terão que adiar a possibilidade de estudo por questões financeiras. Os ataques de Temer continuam, mas não sem resistência! Os trabalhadores, junto com a juventude, deram o tom na greve geral: não aceitam as reformas e ataques do governo Temer, mostrando, através das suas organizações, a sua força. Não estamos derrotados! A ocupação em Brasília, com 200 mil trabalhadores e jovens, também reforçou a nossa resistência! Assim continuaremos nas fileiras para combater esse governo ilegítimo, nos organizando para, ao lado dos trabalhadores do Brasil, fazermos a próxima greve geral, convocada pela CUT, no dia 30/06. Uma greve geral maior do que a anterior!

Guerra do Trafico em Volta Redonda

Guerra do Trafico em Volta Redonda

No fim da noite de domingo, dia 04-06, um tiroteio no complexo da Vila Brasília, Volta Redonda-Rj, deixou 3 jovens mortos. De acordo com a polícia civil isso ocorre por conta de uma troca de tiros de uma “guerra entre facções” pelo controle do tráfico de drogas no local. Os moradores do Vila Brasília temem que outros confrontos voltem a acontecer. No dia 19-05 escolas dos bairros Mariana Torres, Coqueiros, Vila Brasília e Verde Vale não abriram, por conta dessa “guerra do tráfico”, deixando 3 mil alunos sem aulas. 3 dias depois, no dia 22,  as escolas voltaram a funcionar. Agora vemos novamente o fechamentos das escolas onde a secretária Municipal de Educação de Volta Redonda, Rita Andrade, atendendo aos pedidos de pais de alunos, representantes da comunidade e da direção da Escola Rubem Machado no bairro Verde Vale, suspendeu as aulas na tarde desta segunda-feira, dia 5, e cerca de 300 alunos foram dispensados. O pedido dos pais se deu em função do enterro de três jovens que teriam 16, 19 e 20 anos e foram executados com vários tiros. Na região Sul Fluminense do Rio de Janeiro a violência, os homicídios contra os jovens pobres e negros vem crescendo cada vez mais, como essa “guerra do trafico” que deixa moradores com medo de sair ou voltar pra casa. Não é coincidência isso acontecer neste momento pós-golpe que só faz aumentar o desemprego, que já chega em 14 milhões, que estabelece um teto de investimento nas áreas sociais como educação, precarizando ainda mais a situação precária das escolas públicas. Não é coincidência pois isso só torna mais frutífero o terreno para que o tráfico “abrace” essas pessoas que, aceitando este abraço, se colocam prontas para essa guerra de facções… enquanto quem mais lucra e não passa por risco nenhum diz que “não fiz nada de errado, só trafico drogas”, como Senador Zezé Perrela em áudio para Aécio. Essa situação é caótica. É a barbárie que este sistema nos reserva. Mas podemos mudar essa situação. E pra isso é necessário fazer o contrário do que Temer e sua corja de golpistas faz, é necessário aumentar os investimentos nas áreas sociais, em esporte, cultura, lazer, aumentar investimento na educação, e não como faz o prefeito de Volta Redonda, Samuca, querendo diminuir o lanche dos alunos. É preciso aumentar o emprego para que as pessoas não se vejam num beco onde uma das saídas é o tráfico, para que possam construir seu futuro Juventude Revolução de Volta Redonda

Contra a guerra e a exploração

Contra a guerra e a exploração

No último dia 4/4, ocorreu um ataque químico na cidade de Khan Sheikhun na Síria, matando 56 pessoas e deixando centenas de feridos. Logo após esse ataque, Donald Trump autorizou o lançamento de 50 misseis como resposta ao ataque químico. Esse foi o primeiro ataque dos Estados Unidos desde que a guerra civil começou em 2011. Mas afinal, o que está acontecendo na Síria? Tudo teve inicio em 2011, quando milhares de pessoas protestaram em diversos países do norte da África e do Oriente médio, durante a chamada “Primavera Árabe”(1). Na Síria, os protestos foram contra o governo autoritário de Bashar Al-Assad, que sucedeu seu pai e, governa o país, com mãos de ferro desde de 2001. Assad reprimiu brutalmente as manifestações populares, e a cada dia que passava, a repressão por parte de Assad se intensificava. Foi então que, Assad ordenou bombardeios e ataques com misseis, e os países próximos e aliados ao imperialismo, como Arábia Saudita, interviram com a desculpa de “defender o povo sírio”. Os Estados Unidos, que além de lucrar com a venda de armas ( desde o começo da guerra teve um aumento de 55% nas vendas), vê a Síria como um local estratégico para o seus negócios.  Para defender seus interesses, treinou e financiou grupos rebeldes, entre eles o ESL (Exercito Sírio Livre), que começou uma guerra civil no país e arrasa bairros onde a população ficou ao lado do regime sírio.  Desde que a guerra começou, já morreram mais de 400 mil pessoas Hoje as bombas são russas, americanas; sírias; francesas e etc,…  devastando o país e matando centena de milhares de inocentes. Quem sofre com essa guerra é o povo sírio que convive diariamente com as balas e os bombardeios. A Juventude Revolução luta contra a guerra e a exploração no Brasil e no mundo, entendendo que os problemas da juventude e dos trabalhadores, são os mesmos em todos os lugares: a exploração dos povos! ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ Nota: (1) -Entendemos que o processo que começou na Tunísia expulsando Ben Ali e depois no Egito derrubando Moubaraksão, na verdade, um processo revolucionário e um ataque ao imperialismo estadunidense. São a imprensa internacional, os “experts” e outros especialistas, os dirigentes políticos de todos os cantos que tentam reduzir esses movimentos a revoluções “democráticas”. Falam de “primavera dos povos árabes” como se o “mundo árabe” estivesse destinado a viver sob o jugo de ditadores, e dizem que graças à internet, ao Facebook e à “globalização”, a “juventude educada” quebrou estas correntes. Mas esta visão cheia de racismo e de ideologia pós-colonial, na realidade, visa a ocultar um movimento internacional – o da revolução proletária dirigida contra a dominação do imperialismo -, tentando limitar este movimento aos isolados “países árabes” João Santana –  militante da Juventude Revolução de SP