ELES NÃO VÃO DETER A CHEGADA DA PRIMAVERA!

ELES NÃO VÃO DETER A CHEGADA DA PRIMAVERA!

Organizar a luta da juventude pra resistir Milhares de jovens se jogaram nas eleições para fazer muita campanha. Haddad teve 44,87% votos quando achavam que o PT estava morto depois do golpe e da prisão do Lula. Bolsonaro teve 55,13% votos numa campanha que apelou para o caixa 2 para bancar uma enxurrada de fake news, incentivo à violência, com a consequência de um jovem assassinado que estava em carreata pró-Haddad. Posando como antissistema com discurso anti-PT, Bolsonaro já dá sinais que ele veio para cumprir atender aos interesses do imperialismo, ou seja, cumprir aquilo que o Temer não foi capaz de fazer diante da resistência dos trabalhadores e da juventude. Na composição do seu ministério tem militares, empresários, ruralistas e pastores, sem falar no juiz Sérgio Moro, cabo eleitoral de Bolsonaro, são eles duas faces do golpe. Com impeachment empurraram o país para a crise, destruíram empregos e direitos, destilaram ódio contra o PT e retiraram Lula das eleições porque sabiam que ganharia no 1º turno. Agora com Bolsonaro, a propagação dos ataques, ameaças e declarações de que “não vai tolerar oposição” são elementos de um governo autoritário que quer intimidar e perseguir quem quer lutar. Bolsonaro foi apoiado pelas instituições que fizeram vista grossa ao caixa 2 e a violência nas eleições, agora está em busca de apoios da justiça e do congresso de Temer para aprovar suas medidas. Não vamos arredar o pé de defender nossos direitos. Antes da posse os trabalhos já começaram! Nenhum direito a menos! Na mesma semana após o 2º turno, no congresso nacional, o projeto de lei da “Escola sem Partido” voltou para a pauta para impedir que estudantes e professores possam expressar o seu pensamento e de se organizar livremente na escola. A resistência da UNE e entidades estudantis e sindicais adiou a votação na comissão, porém todo alerta que está na pauta dos picaretas para o próximo dia 7. O mercado cobra do candidato eleito que a reforma da previdência seja a principal e mais urgente medida, fato que atingirá especialmente, os mais jovens porque aumentará o tempo para se aposentar. Querem que trabalhemos até morrer! O “capitão” firmou o compromisso, mas a resistência vai continuar contra a retirada do direito da aposentadoria, como já disse o PT e, a CUT afirmou a greve se colocarem pra votar. Nossa luta não acabou! Seremos resistência por direitos e democracia!  No fundo, o PT atacado pelo judiciário do, agora ministro Moro, com aval do STF, apoiado pela mídia, ainda é alternativa como se viu o resultado eleitoral. O que sentimos nas ruas de muitos jovens que votaram ou não no PT, é que eles querem ser ouvidos, querem trabalhar, estudar, ter saúde, moradia, querem um futuro digno, não querem morrer nas mãos do tráfico nem da polícia. É com eles que o PT precisa dialogar e resistir para recuperar sua confiança e ajudar a maioria a virar o jogo. Os poderosos tentam destruir o PT desde a ação penal 470 (“mensalão”), passando

Salvador: mais de 300 mil pelo voto 13, Haddad presidente!

Pra dar o ânimo da possível virada nas urnas, o dia 27/10 em Salvador foi histórico. Mais de 300 mil pessoas, gritavam por Haddad presidente, pelo voto 13. Um rio de gente acompanhava o mar da orla da cidade, mandando o recado ao Brasil inteiro: “vamo virar ê ô!” A Juventude Revolução do PT esteve presente no meio da multidão, agitando aqueles que estavam ao nosso redor com palavras de ordem. A animação da galera foi fundamental para dar o gás nesses últimos dias de campanha. Como disse Danilo, militante da JR do PT, “quando vi aquele mar vermelho de pessoas da Ondina até a Barra foi algo inexplicável. A partir daquele momento, vi sim que é possível uma virada e que o Nordeste ainda é sinônimo de resistência.”. Panfletagem nos bairros dia 28 No dia seguinte, sem parar, a Juventude Revolução do PT realizou panfletagem e colagem de lambes em um conjunto habitacional do programa “Minha Casa, minha Vida”, também em Salvador. A receptividade era impressionante! O povo gritava “Haddad”, “é 13”, descia das casas, saia dos bares e mercados para pegar adesivos e panfletos. A virada é real! Estaremos na luta até o último segundo! Rodrigo Lantyer, membro do Conselho Nacional da Juventude Revolução do PT.

Para eles, vale tudo contra a democracia!

A Folha de São Paulo soltou reportagem essa quinta-feira confirmando que Bolsonaro fez contratos milionários com empresas para promover as fake news contra o PT e Fernando Haddad. Bolsonaro finge ser radical e antissistema, mas de todas as formas prova o contrário. Ele já deixou claro que vai aprofundar a política econômica odiada de Michel Temer e agora já não pode esconder que é uma peça do vale tudo encabeçado pelo judiciário para impedir o PT de vencer as eleições. Processo que faz parte de uma perseguição política, que passou pelo impeachment da Dilma e pela prisão do Lula. Mas o PT se mantém de pé com a maior bancada federal e com Haddad no 2ª turno. Por isso Bolsonaro tem de investir R$ 12 milhões em informações caluniosas. As redes sociais jogam um peso importante nessa eleição. Sobretudo quando Bolsonaro se recusa a debater ao vivo. No escondidinho é mais fácil mentir para o povo. É uma das faces autoritárias do candidato que vai aprofundar a retirada de direitos dos trabalhadores e jovens. O PT entrou com requerimento para que a conduta que viola a lei eleitoral seja investigada. Como afirma em nota: “Os métodos criminosos do deputado Jair Bolsonaro são intoleráveis na democracia. As instituições brasileiras têm a obrigação de agir em defesa da lisura do processo eleitoral”. Na reta final, nosso papel continua sendo dar a resposta nas ruas, discutindo com cada jovem o que está em jogo nessa eleição. Que Haddad presidente é a única saída para defender nossos direitos e a democracia no país. Nota do PT na íntegra

UNE, UBES e ANPG com Haddad Presidente!

UNE, UBES e ANPG com Haddad Presidente!

No dia 12 de outubro, a Juventude Revolução esteve presente na reunião que discutiu o apoio à candidatura de Haddad e Manuela na sede das entidades estudantis, em São Paulo. As entidades de representação máxima dos estudantes universitários, secundaristas e de pós-graduação – UNE, UBES e ANPG – entregaram uma carta à Manuela D’Ávila, candidata à vice-presidência de Fernando Haddad, que convoca o movimento estudantil brasileiro a se engajar na campanha Haddad, único caminho para derrotar o retrocesso representado pela candidatura de Jair Bolsonaro. Na carta as entidades afirmam que “Só o voto 13 pode derrotar as forças conservadoras, antipopulares e reacionárias e defender e garantir uma nação soberana com acesso à uma educação e ciência pública, gratuita e de qualidade”. Bolsonaro representa um profundo ataque aos direitos e à educação pública. O candidato, como deputado, ajudou Michel Temer a aprovar todas as medidas que atacam a juventude e o povo trabalhador como a PEC 55, reforma trabalhista, reforma do ensino médio e a entrega do pré-sal às multinacionais. Agora quer acabar com o 13º e criar o ensino fundamental à distância. Fernando Haddad, responsável por projetos que significaram enormes conquistas para os estudantes brasileiros  como o PROUNI, ENEM e SISU, vai revogar a reforma do ensino médio, vai revogar a EC 95 pra voltar a investir no ensino público, vai nacionalizar o passe livre estudantil e renegociar a dívida dos devedores do FIES. A tarefa do dia para o movimento estudantil é “a convocação de assembleias para debater a posição dos estudantes nesse segundo turno e a criação de comitês de campanha pró-Haddad/pela democracia em cada escola, universidade, comunidades e bairros por esse país para organizar essa parcela significativa de estudantes que querem se engajar nesse momento de defesa dos direitos, da democracia e do Brasil.” Estamos na reta final, e é possível virar esse jogo. Sem tempo para distrações como as frentes antifascistas que gritam o insuficiente “ele não”. Reforçamos: a única maneira de derrotar o autoritarismo e a retirada de direitos que representa Bolsonaro é elegendo Haddad como será agitado em todo o Brasil nesse sábado, 20 de outubro. Assim como devem fazer os DCEs e grêmios estudantis no próximo dia 26 de outubro, com apoio da UNE e da UBES. Kris Mackleiny, diretora da UNE de Políticas Educacionais e militante da Juventude Revolução do PT em SC.

Em Amargosa (BA), juventude é 13 por democracia e direitos!

Em Amargosa (BA), juventude é 13 por democracia e direitos!

Na cidade de Amargosa (BA), a Juventude Revolução do PT organizou uma reunião de jovens para tratar a reta final do segundo turno! A atividade contou com a presença do companheiro Paulo Riela, secretário de formação do PT BA. Com dezenas de jovens presentes, foi possível sentir a disposição da juventude pra virar esse jogo! A juventude é 13 por democracia e direitos! Haddad presidente!  

Plenária de estudantes, professores e servidores na UnB organizam voto 13!

Plenária de estudantes, professores e servidores na UnB organizam voto 13!

A Universidade Brasília viveu no último período uma batalha em defesa da universidade, do orçamento e da democracia. Foram dezenas de assembleias de curso, geral dos estudantes e manifestações. O golpista Temer e seus comparsas no MEC não atenderam à nossa reivindicação porque essa é a política do golpe, a destruição da educação pública. É necessário eleger um governo que esteja comprometido com as reivindicações da juventude e não que dê continuidade à destruição iniciada pelo Temer, e, nesse caso, os estudantes querem um ensino público de qualidade. Diante desse cenário, em plenária no dia 11 de outubro, os três setores da Universidade de Brasília reunidos aprovaram um manifesto em apoio a candidatura de Haddad. No segundo turno, o que está em jogo é se queremos a democracia para garantir os direitos ou o autoritarismo para retirar os direitos. Não existe espaço para ficar em cima do muro. “Podemos virar essa maré!” Afirmou Jhonata Martins estudante de Sociologia durante a intervenção. Essa iniciativa de assembleia dos três setores na universidade é um ponto de apoio. Precisamos nos organizar e ir às ruas, salas de aula, bairros, feiras e disputar voto a voto. Falta pouco mais de duas semanas! Aos gritos de “É Haddad e Manuela no segundo turno” professores, estudantes e servidores saíram para agitar o voto 13!   Jhonata Martins, militante da Juventude Revolução do PT no DF.

Capixabas se entregam na campanha para eleger o governo do PT!

Capixabas se entregam na campanha para eleger o governo do PT!

Sem dúvida vivemos um momento de muita expectativa para mudanças no nosso país. Pioraram as nossas condições de vida e as perspectivas para o futuro definharam. Somos jovens e nos deparamos com nossas escolas e universidades precarizadas, bolsas de estudo em risco e estamos sem emprego. Diante dessas condições, militantes e demais jovens capixabas decidiram intensificar a campanha nas ruas para eleger Haddad presidente e demais candidatos proporcionais do PT. EEEFM Profª. Hilda Miranda Nascimento – Escola pública em Serra, Espírito Santo UFES – Universidade Federal do Espírito Santo (colagem de cartazes) É o único programa que oferece ao povo brasileiro o compromisso de derrotar o golpe. Significa, não acreditar que tudo se resolverá apenas nas eleições, e, sim, que tratasse do começo porque é preciso refundar as instituições que estão apodrecidas. Não dá para continuar com o congresso nacional que tem a maioria de parlamentares inimigos do povo e muito menos com o judiciário golpista.  É o único programa que defende uma constituinte exclusiva e soberana com participação do povo. UFES – Universidade Federal do Espírito Santo (panfletagem) Fomos às ruas, várias feiras, escolas e UFES. Nos lançamos a discutir com centenas de pessoas para conquistar o voto no PT. Brenda Melo, militante da Juventude Revolução do PT em ES.

Revogação da EC 95 é o compromisso de Haddad!

Revogação da EC 95 é o compromisso de Haddad!

Uma candidatura que se ergue para derrotar o golpe e os retrocessos impostos aos trabalhadores e jovens do Brasil tem de assumir severos compromissos com a educação que hoje vem sendo desmontada. Estudantes não cessam a mobilização contra os cortes gerados pela emenda constitucional 95, educadores do Brasil inteiro se organizam para impedir a aplicação da Base Nacional Comum Curricular que vai rebaixar a qualidade do ensino básico. Na carta lançada por Haddad vemos a centralidade dada à revogação da EC 95 que congelou os investimentos na educação. Ele explica que é um passo fundamental para a retomada da expansão de vagas no ensino superior que ainda não alcança a maioria dos jovens. Retomar o investimento vai permitir a revogação de demissões de  funcionários, de aumentos de RU, a retomada de obras paralisadas, a construção de novos campus, dentre outras reivindicações levantadas pelos estudantes brasileiros. Entendendo a importância da pesquisa científica e tecnológica para o desenvolvimento e a soberania nacional ele também se compromete a recompor o orçamento da CAPES, do CNPQ e demais fundações de amparo à pesquisa. A falta de investimento hoje coloca em risco o pagamento de quase 100 mil bolsas de pós graduação para 2019. Sabemos que não basta pro jovem entrar, ele precisa permanecer. Nesse sentido a candidatura também se  compromete a retomar a ampliação das verbas do Plano Nacional de Assistência Estudantil para ampliar bolsas moradia, alimentação e os auxílios socioeconômicos para os estudantes em vulnerabilidade, para daí poder avançar nos auxílios-creche e nas bolsas-material. Apontamos aqui a necessidade de consolidar o PNAES em lei. Com o estado de exceção, surgiu um efeito obscurantista na educação que ataca as instituições de ensino, tentando podar sua autonomia didática. Haddad se compromete, como sempre foi feito nos governos do PT, a respeitar a constituição no que tange a autonomia das universidades. Tem de ser compromisso de Haddad enfrentar iniciativas oriundas do projeto “escola sem partido” que surgiu para perseguir professores e estudantes que se organizam e se mobilizam nas escolas e universidades. Haddad ainda convoca os estudantes, professores, gestores e demais entes das comunidades a continuarem mobilizados para garantir os avanços na educação. Só a mobilização dos trabalhadores e jovens, apoiada no Governo petista de Haddad pode trazer vitórias. Passando prioritariamente pela convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte, que consta no programa de governo, que dará a voz ao povo através de representantes eleitos para revogar as reformas golpistas como a do ensino médio e a emenda 95 e a partir daí avançar para um ensino público universal e de qualidade. Por esses compromissos, em 28 de outubro vamos com Haddad Presidente. É a única candidatura que hoje pode dar uma saída política para a crise instalada com o golpe de 2016. Pela educação é Haddad Presidente com a Constituinte! Hélio Barreto, diretor da UNE e militante da Juventude Revolução do PT no DF.

Caminhada com Haddad em SP militantes reforçam necessidade de uma Constituinte!

Caminhada com Haddad em SP militantes reforçam necessidade de uma Constituinte!

  Os militantes da Juventude Revolução do PT em São Paulo foram às ruas junto com a mobilização para caminhada com Haddad. Diante da profunda crise no país, marcada pelo apodrecimento das instituições, é necessário batalhar por uma saída política que refunde o estado, reforme as instituições de modo a abrir caminho para o atendimento das reivindicações históricas da juventude e dos trabalhadores. Por isso, defendemos o que está no programa de governo do PT “Convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte” para através de representantes eleitos pelo povo fazer as reformas necessárias como a política, agrária, tributária e, enfim, universalizar a educação superior, garantir passe livre ilimitado e irrestrito em todo território nacional, legalizar o aborto, desmilitarizar a PM, entre outras reivindicações.