[Vídeo] Vitória dos estudantes da UFJF

[Vídeo] Vitória dos estudantes da UFJF

O companheiro Gabriel Greggio, membro do DCE da UFJF, esteve hoje na reunião do CONSU (Conselho Superior) que marcou a rejeição da Universidade Federal de Juiz de Fora ao FUTURE-SE. Durante a semana, fizemos uma reunião para discutir com os alunos da UFJF os perigos do programa do governo Bolsonaro e da armadilha de um PL alternativo.

Não abrimos mão de nenhum direito: contra a suspensão do vestibular!

Não abrimos mão de nenhum direito: contra a suspensão do vestibular!

A Assembleia geral da UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina aprovou ontem, segunda-feira (2 de setembro), a proposta de suspensão do vestibular 2020, direcionada à reitoria e ao Conselho Universitário, que irão decidir acatar ou não essa deliberação. A proposta foi feita por setores do Diretório Central dos Estudantes (PCB, PSOL e JCA) e apoiada por setores de oposição ao DCE, sendo aprovada com muita tensão e assembleia dividida. O argumento desses setores, que compõem a direção do DCE, apoiado por movimentos de oposição, é de que a suspensão do vestibular seria uma forma de anunciar à comunidade que sem recursos não tem como funcionar, pressionando o governo e intensificando as mobilizações fora da universidade. É a política do “quanto pior, melhor!”. A Juventude Revolução do PT, foi a única a se posicionar contra dentro da coordenação geral do DCE. Para nós, defender o acesso à universidade é tão importante quando defender a permanência! A suspensão do vestibular não é do interesse dos estudantes, é interesse apenas do governo autoritário de Bolsonaro, que desmonta nossas universidades, destrói nossa previdência e o nosso futuro. Um representante do DCE apresentou a proposta argumentando que a suspensão do vestibular daria um “susto” no governo. Quem acha que este governo se “assusta” com o fechamento das portas da universidade, ainda não compreendeu o que é o governo Bolsonaro. O mesmo governo eleito com apoio de militares e de um judiciário vendido, amigo da milícia, que ataca a previdência, os recursos naturais, permite que milhões de jovens afundem no desemprego e age como soldadinho de Trump. O mesmo governo que estrangula o orçamento da universidade para não deixá-la funcionar sequer no mês que vem. O objetivo desse governo é justamente desmontar a educação e impedir que o povo acesse a universidade pública. A juventude que se prepara para o vestibular da UFSC, é também uma juventude cheia de sonhos, que pode adentrar a universidade e se integrar à luta em defesa dela. A proposta de setores do DCE engana os estudantes e impõe uma derrota à milhares de jovens que sonham acessar o ensino superior. Entra no jogo de Bolsonaro, ajuda a empurrar ainda mais a faca que esse governo nos enfia e coloca freio às mobilizações dos estudantes, que na assembleia se mostravam dispostos a ir até o fim na luta pela reversão dos cortes, sem recuar um centímetro na defesa dos direitos! Os jovens mais atingidos por essa medida serão justamente os filhos da classe trabalhadora, que não podem pagar por um ensino superior privado de qualidade e possuem e UFSC como única perspectiva. Não aceitamos o fechamento do Restaurante Universitário! E assim como não aceitamos os cortes no RU, também não aceitamos o congelamento das bolsas, e a suspensão do acesso à universidade! Queremos lutar para que mais estudantes possam acessar a educação pública, para que os calouros tenham o direito de entrar na universidade e juntar-se à luta em defesa dela. Não jogamos a toalha, a luta só começou e

32 CAs da UnB assinam moção “NÃO ADESÃO AO FUTURE-SE!”

32 CAs da UnB assinam moção “NÃO ADESÃO AO FUTURE-SE!”

A Juventude Revolução do PT no Distrito Federal no dia 22 de agosto participou do Conselho das Entidades de Base – CEB fomentando o debate entre os centros acadêmicos a necessidade de organizar a luta contra o projeto Future-se. Para o projeto passar a “valer” nas universidades é necessário que o conselho universitário de cada instituição federal de ensino superior pública vote a favor do projeto e, portanto, a implementação. Dessa maneira, a JRdoPT decidiu propor nacionalmente aos CAs, DAs, DCEs que usem o modelo de moção (em anexo) para se dirigir aos conselheiros e à reitoria que rejeitem o projeto proposto pelo MEC do governo Bolsonaro. Entre os presentes, 32 entidades de base assinaram a moção convencidos de que está evidente que a precarização da educação aprofundada com os cortes deste ano é um plano para entregar de bandeja para empresas a educação e destruir o caráter público, gratuito e de qualidade. Ao final da reunião, CAs de manifestaram interessados em levar a discussão para o conjunto dos estudantes do curso. Assim, vamos fortalecendo a luta, nos organizando nas universidades e lutando contra qualquer retrocesso, neste momento de traduz em nenhuma adesão ao future-se. Roselaine Vassalo, militante da Juventude Revolução do PT no Distrito Federal.

A JR DO PT SE SOLIDARIZA COM A LUTA DO SINDICATO DOS CORREIOS. É A LUTA EM DEFESA DA SOBERANIA NACIONAL!

A JR DO PT SE SOLIDARIZA COM A LUTA DO SINDICATO DOS CORREIOS. É A LUTA EM DEFESA DA SOBERANIA NACIONAL!

JUVENTUDE JUNTO COM TRABALHADOR! “Vão entrar na faca” Foi dessa forma que o ministro da Economia Paulo Guedes anunciou a intenção de privatizar 17 empresas estatais, entre elas os Correios. Vista como prioridade pelo governo Bolsonaro, a venda da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) significa a entrega de uma parceira estratégica do Brasil para os tubarões do mercado de logística. Trata-se de um verdadeiro atentado contra o patrimônio público brasileiro que, além de tudo, vai custar o emprego de quase 100 mil trabalhadores. Devemos lutar contra esse absurdo! Só com a mobilização dos trabalhadores será possível vencer essa batalha. O SINTECT-ES tem promovido atividades de mobilização de organização da categoria na luta de resistência e para aproximar a população do debate sobre os impactos reais das privatizações irresponsáveis desse governo. A Juventude Revolução do PT no Espirito Santo se solidariza com a luta dos companheiros e segue na luta em defesa das estatais e contra o pacote de desmonte dos serviços do governo Bolsonaro.

Em Lages-SC, a JRdoPT discute a defesa da Amazônia

Em Lages-SC, a JRdoPT discute a defesa da Amazônia

Nesse domingo (25 de agosto), aconteceu em Lages/SC um ato público em defesa da Amazônia e contra os ataques do governo Bolsonaro. O ato foi organizado por militantes da Juventude Revolução do PT, e teve a participação de dezenas de jovens. A JR aproveitou a roda de conversa para fazer sua apresentação aos jovens presentes e discutir o projeto do governo autoritário de Bolsonaro que destrói nossos direitos, nossos recursos naturais e nosso futuro. Bolsonaro, desde o início de seu mandato, tem executado medidas como a diminuição de fiscalizações ambientais, o fim do ministério do meio ambiente, além de ter demitido de forma autoritária o presidente do INPE, negando os dado sobre desmatamento. As queimadas da nossa Amazônia são de interesse do capital e da velha classe ruralista do país. A luta em defesa do meio ambiente, passa por acabar com o governo Bolsonaro, eleger um governo petista, para avançar nas reformas populares, em especial, na reforma agrária, através de uma Constituinte soberana, dando vez e voz ao povo! 📰 Leia também: 🔥 O significado do desmonte ambiental de Bolsonaro

Vereador de Juiz de Fora – MG defende guarda municipal para reprimir manifestantes

Vereador de Juiz de Fora – MG defende guarda municipal para reprimir manifestantes

Depois da cidade de Juiz de Fora ver os estudantes e trabalhadores enchendo as ruas com manifestações em defesa da educação e em defesa da aposentadoria, o Vereador Fiorilo , do PTC, quer dar um jeito e, na prática, impedir na marra que as próximas manifestações sejam bem sucedidas. De que maneira? Aumentando a repressão para amedrontar os manifestantes. E isso é feito quando o governador Zema defende a privatização da CEMIG e a “”””reforma”””” da previdência no nosso Estado. Não é coincidência. É uma tentativa de facilitar a destruição de nossos direitos! Não aceitaremos calados!! Juventude Revolução do PT em Juiz de Fora – MG

“NÃO ABRIMOS MÃO DE LULA LIVRE”

“NÃO ABRIMOS MÃO DE LULA LIVRE”

No último final de semana, entre 9/08 e 11/08, aconteceu em São Paulo a posse da nova diretoria da União Nacional dos Estudantes – UNE, eleita no congresso da entidade em Julho deste ano. Esse congresso aprovou a “carta de Brasília” que convocou os estudantes a irem às ruas por educação, emprego e aposentadoria. Na resolução de conjuntura, afirmou que Lula é preso político e deve ser libertado imediatamente. Mas a primeira reunião da diretoria da UNE aprovou uma “carta de São Paulo” que não diz Lula Livre e diz que a UNE vai apresentar um projeto de educação que segundo o presidente Iago Montalvão vai concorrer com o Future-se no congresso nacional. Ou seja, uma resolução insuficiente após um congresso com mais de 5 mil delegados. 

JRdoPT impulsiona construção de grêmios estudantis no RS

JRdoPT impulsiona construção de grêmios estudantis no RS

A JRdoPT da região do Vale dos Sinos, no Rio Grande do Sul, está impulsionando a construção de grêmios estudantis nas escolas da região. Os militantes da JR estiveram promovendo reuniões na Escola Técnica Estadual Visconde de São Leopoldo (Agrícola) e na Escola Técnica Estadual Portão (ETEP) em Portão nas últimas semanas dialogando com a juventude sobre a Lei do Grêmio Livre e a importância de se construir grêmios estudantis para ajudar a organizar a resistência frente aos terríveis ataques à educação pública do governo Bolsonaro e de Eduardo Leite (PSDB), governador do RS.

Após o dia 13 de agosto, a luta continua!

Após o dia 13 de agosto, a luta continua!

A JRdoPT esteve presente nas mobilizações no dia 13 de agosto “Em defesa da educação, emprego e aposentadoria” chamado pela UNE. Por todo o país milhares de estudantes saíram às ruas contra os cortes na educação, ao “future-se” e também contra a reforma da previdência aprovada na câmara dos deputados que junto com o governo federal retira o direito do povo. Mobilização Os núcleos da JRdoPT ajudaram na mobilização para os atos de rua por todo país. Por exemplo, em Juiz de Fora – MG, na UFJF, ajudamos no “roletaço” no restaurante universitário – RU no dia 06 de agosto. Participaram não apenas os estudantes representados pelo DCE, mas, também, os técnicos administrativos da universidade organizados no Sintufejuf. Na UnB, no campus Darcy Ribeiro e da Ceilândia foram organizadas passagens em salas e colagem de cartazes. No Rio Grande do Sul, ajudamos a aprovar posição contra o Future-se, na Unisinos no CAED, DAFil, DAMAQ, DALCEH e na Universidade Federal de Pelotas (UFPel) no CAFF e DAANT. Nas ruas Agitando palavras de ordem como “O Bolsonaro fica ligado que vai cair o teu governo autoritário”, “Oh Bolsonaro vou te falar: Não ao Future-se que vai privatizar” e “Do meu direito não abro, da previdência, saúde e educação” lado a lado com milhares de estudantes e trabalhadores a JRdoPT marcou presença. Lula Livre Em Brasília, uma das mulheres representantes da 1ª Marcha das Mulheres Indígenas que se somaram ao ato da educação disse “nós estamos do lado de quem nos apoiou, quem nos apoiou foi Lula e nós vamos tirar ele da prisão”. O “Lula Livre” esteve presente nas manifestações. A luta pela liberdade de Lula é, também, o enfrentamento à essas instituições apodrecidas que retiram nossos direitos. Queremos Lula é nas ruas junto do povo! Nenhuma ilusão nas instituições apodrecidas. Precisamos intensificar as mobilizações para garantir sua liberdade, destruir a reforma da previdência, reverter os cortes na educação e pôr fim no governo autoritário de Bolsonaro. A luta continua: contra os cortes, future-se e à reforma da previdência! Bolsonaro cortou 926 milhões da educação para tornar em recurso para emendas parlamentares que foram destinados à comprar os votos de deputados federais que fossem favoráveis à reforma da previdência. O que o governo quer é destruir a nossa previdência social e, para bancar, corta da educação. Universidades sem dinheiro, com risco de fechar as portas o MEC propõe um projeto que o futuro é na verdade privatizar o ensino superior público. Portanto, todos juntos para os conselhos universitários não aderirem ao Future–se. Esse é o único caminho para barrar. Não se pode cair nessa armadilha de apresentar um projeto alternativo ao congresso nacional, como sinalizou a diretoria da UNE. Não passaria lá com a maioria ultrarreacionária e comprometida com a destruição dos nossos direitos. Só legitimaria a proposta do governo. Temos que nos juntar com aqueles que querem defender os direitos. É possível barrar os ataques à educação e a previdência com força do povo na rua e ajudar dar um fim

Banquinha de abaixo-assinado em Juiz de Fora

Banquinha de abaixo-assinado em Juiz de Fora

A JRdoPT de Juiz de Fora esteve na Praça da Estação com abaixo-assinado contra reforma da Previdencia e outro ab-ass por Lula Livre. Esta mobiliação tem também a presença do Dialogo e Ação Petista (DAP), PT, Frente Brasil Popular, mandato deputado Betão. A atividade serve muito bem para conversar sobre o desmonte da previdencia e convocou para o 3º dia nacional de mobilização em defesa da educação e aposentadoria. E a recepção tem sido muito boa, muito melhor que a do inicio do ano, quando os movimentos ainda não tinham se debruçado tanto em revelar os ataques que esta proposta traz. E com isso percebemos que as pessoas contra a reforma tem aumentado. E a adesão ao Lula Livre também só aumentou! Leonardo Ladeira – militante da Juventude Revolução do PT/JF – MG.