No último dia 09/04 e 10/04 o Grêmio Estudantil Criação de Ação Educacional do Centro Educacional Edgard Santos se reuniu com os representantes de turma do matutino e do noturno para discutir a situação da escola e da educação no Estado.

Foi aprovada a carta de reivindicações que contempla, além de outras, reivindicações como a reforma dos laboratórios de informática e enfermagem, o funcionamento de bebedouros e ventiladores, a reforma na sala do grêmio, além de uma audiência com o Secretário de Educação do Estado para tratar, também, sobre a reversão dos cortes na educação. A carta foi entregue à diretoria no dia 15/04 e exigimos reunião de resposta, que já foi marcada para próxima sexta feira 24/04, em que a diretoria vai pedir um prazo para resolução dos problemas.

Os estudantes de mobilizaram a partir de um fato: no último dia 21/03, a Secretaria de Educação (SEC), de forma abusiva, destituiu a diretoria do Edgard Santos por falta de prestação de contas. Sem fazer eleições, indicou nomes estranhos à comunidade escolar como se nós fossemos cachorro sem dono. Nesse sentido o Grêmio lançou uma nota aos estudantes explicando a situação e se posicionando contra a atitude da SEC, exigindo eleições para a direção da escola!

Por fim, num momento de ajuste fiscal do governo Dilma que vem cortando investimento em áreas sociais para pagar o superavit fiscal primário aos banqueiros (o orçamento do MEC foi cortado em R$7 bilhões), os Estados, num efeito dominó, também fazem cortes. Aqui na Bahia Rui Costa (PT) cortou R$264 milhões no orçamento da educação. O que significa 16% a menos para merenda e 85% a menos para estrutura e reformas. Nesse sentido, o grêmio, junto com o CRT (conselho de representantes de turma), convoca um ato para o dia 28.04 no bairro do Garcia, pela reversão dos cortes! Já é a preparação para realizarmos um grande 1º de maio que virá logo em seguida.

Não aceitaremos os cortes e vamos às ruas para defender nossos direitos. Com um calendário de lutas pronto, o Grêmio do Edgard Santos espera mobilizar um ônibus para o dia 1º de Maio para levantarmos nossas bandeiras: Dilma reverta os cortes no orçamento da educação! Não ao Plano Levy! Defender os direitos e a Petrobras é defender a nação!

Gabriel Matheus, presidente do grêmio do Edgard Santos e militante da JR em Salvador.

Em Salvador, estudantes preparam ato pela reversão dos cortes