Na última quinta-feira, dia 03 de março, alunos do João XXIII juntos com a Juventude Revolução e com os professores, organizados pelo Sinpro, foram à Câmara Municipal de Volta Redonda. Os alunos se organizaram junto com a JR, fazendo seus panfletos próprios e suas próprias faixas, todas elas bancadas pelo dinheiro dos próprios alunos, mantendo assim a independência financeira e política do movimento.

Ao chegar na câmara, os quase 40 jovens penduraram suas faixas e suas bandeiras e participaram da sessão. Os diretores do Sinpro, junto com o Vereador Walmir Vitor do PT, apresentaram um PL, baseado nas coordenadas do MEC, que limitavam o numero de estudantes por turma. O colégio Joao XXIII tem tido turmas fechadas e superlotação de salas, a aprovação da lei, sendo levada até ao prefeito, demonstraria que a organização dos alunos surtiu efeito, por mais que saibamos que o veto do prefeito irá acontecer. Mas, os alunos estão preparados para manter a luta e a posição de combate.

Os vereadores tentaram, de toda a forma, enrolar. Porém, os alunos decidiram, através da Juventude Revolução, entregar o panfleto que eles mesmos escreveram para cada vereador da casa. O panfleto era bem claro com o que queria. Dizia: “Nós, alunos do colégio João XXIII fizemos uma manifestação, até então “pequena”, contra toda essa questão, mas não esperávamos que teria tamanha repercussão. Então mais do que nunca não pretendemos parar por aí! Todo apoio é bem vindo! Mesmo que você não esteja sendo afetado ainda.Não aceitaremos o remanejamento de turmas, as superlotações de salas e muito menos a falta de professores que estamos tendo na nossa escola! Por isso estamos nos manifestando! Nenhuma turma fechada! Não ao remanejamento! Mais professores e mais qualidade na educação!” Ao lerem o panfleto os vereadores decidiram pausar a sessão em 10 minutos e rediscutirem a pauta.

Ao retornar a sessão, o PL foi aprovado por todos os vereadores. Os professores, que ao fim do evento, diziam para todos os alunos “vocês fizeram história”, ficaram surpresos com a capacidade de organização que todos eles tiveram. A luta conjunta do Sinpro e dos alunos, trouxe essa primeira vitória. Agora é se preparar para as próximas batalhas, pois serão muitas.

O núcleo da Juventude Revolução que foi criado na escola após esses dias de luta, já está se preparando para se manter como apoio para todos os estudantes, além de organizar sua ida ao 14º ENJR
Vamos à luta!

Jeffei, é militante da JR em Volta Redonda – RJ

Em Volta Redonda estudantes arrancam apoio da câmara na luta contra superlotação de salas!