No dia 04.05.2016, estudantes da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), no campus localizado na cidade de Amargosa, realizaram uma paralisação contra o golpe, fechando a entrada da Universidade.

A iniciativa partiu dos estudantes de Letras, que realizavam uma assembléia extraordinária para abrir as eleições do Diretório Acadêmico (DALET), e incluíram a luta contra o golpe na pauta. Após a assembléia, eles saíram em ato pelos corredores da Universidade convocando estudantes dos outros cursos.

O estudante Ivan Almeida declarou: “Os estudantes de Letras entendem que vai ocorrer o golpe e que precisamos assegurar todos os direitos conquistados […] O curso entende que será necessário ir às ruas mostrar para a população e autoridades que o povo não se sente representado por deputados corruptos que votam ‘sim’ por um golpe. Prezamos pelo voto popular e por todos os direitos que possibilitam a ascensão das camadas populares desse país.”.

Com a proximidade da paralisação nacional contra o golpe, convocada pela CUT, CTB e Intersindical, os estudantes da UFRB deram o recado: se o golpe passar, não haverá sossego.

Rodrigo Lantyer, militante da JR em Cruz das Almas, Bahia.

Estudantes da UFRB fecham universidade contra o golpe