A Juventude Revolução se dirige a cada jovem com quem compartilhamos a resistência ao golpe e a luta por “Fora Temer” no último período para fazer um chamado: vamos ocupar as ruas de Porto Alegre e de todo o país no dia 24 de janeiro para defender Lula, a democracia, os direitos e a soberania nacional. Nada é mais importante neste momento. É a tarefa da hora!

Desde o início do golpe vivemos um período grave de retirada de direitos e retrocessos. Cortes brutais na educação pública, privatizações, entrega do pré sal, reforma trabalhista e ameaça da reforma da previdência. Aumento do genocídio da juventude negra, ameaça de ampliar a criminalização do aborto, entre outros ataques.

A cada dia se amplia o estado de exceção, no qual o conjunto das instituições políticas apodrecidas atentam contra o povo. O judiciário em particular avança suas tentativas constantes de criminalizar os movimentos sociais, destruir os partidos e organizações populares e minar a resistência popular.

O objetivo de tudo isso é atender os interesses do capital financeiro, dos especuladores, dos latifundiários às custas do sofrimento da juventude e do povo trabalhador.

Apesar dessa ofensiva nós resistimos! Seja através das ocupações de escola e universidades, da greve geral em abril de 2017, das manifestações de massas ou nas escolas, faculdades e locais de trabalho.

Essa resistência – que tem que continuar – dividiu a cúpula golpista, obrigou o governo a sucessivos adiamentos da votação da reforma da previdência e produziu uma saída política concreta para a situação: a eleição de Lula, do PT, presidente, com o compromisso de revogar as medidas dos golpistas, o que para nós implica na convocação de uma assembleia Constituinte soberana, que além disso permita avançar para fazer as reformas de fundo como a reforma agrária, urbana, a desmilitarização do PM e a legalização do aborto, a reestatização do que foi privatizado etc.

Não por acaso Lula cresce nas pesquisas e milhares participam das caravanas que já passaram por vários estados do nordeste, além de Minas, Rio e Espirito Santo.

Também não por acaso Lula e o PT são o alvo principal da perseguição do judiciário, que não economiza forças para prosseguir o golpe. Marcado em tempo recorde para o dia 24 de janeiro, o julgamento em segunda instancia deve provavelmente condenar Lula, mesmo sem provas, numa tentativa de torna-lo inelegível e facilitar a aprovação da reforma da previdência, marcada para ser votada no dia 19 de fevereiro.

Ao condenar Lula eles esperam que o povo aceite o resultado dessa farsa em forma de julgamento para prosseguir a pilhagem da nação e a retirada de direitos, pavimentando a eleição de algum candidato que prossiga e aprofunde os ataques contra o povo.

É exatamente isso que não podemos e não vamos permitir! Por isso convocamos todos os jovens a se somar a essa batalha no dia 24 e depois. Qualquer que seja o resultado do “julgamento” caberá recursos jurídicos, mas principalmente, nós reafirmaremos: Eleição sem Lula é fraude! Condenado pela farsa jurídica ou não, será o nosso candidato.
Agora é hora de ampliar a resistência na defesa do direito de Lula se candidatar. Não deixaremos que o judiciário tire do povo o seu próprio candidato! O povo é quem deve decidir seu presidente!

Em todo o Brasil, a militância, o PT, a CUT e outras organizações populares estão se mobilizando para arrecadar coletivamente e garantir ônibus para todos aqueles que puderem ir à Porto Alegre defender Lula. Quem não puder ir, haverá manifestações em todos os estados.

Participe desta luta conosco! Entre em contato com um militante da JR e se associe a batalha para chegarmos a Porto Alegre!

Você também pode ajudar a JR a chegar a Porto Alegre contribuindo financeiramente com os custos de transporte e alimentação fazendo uma doação, através de depósito identificado:

Banco do Brasil
AG:3139-9

CC: 110953-7

ELEIÇÃO SEM LULA É FRAUDE!

Conselho Nacional da Juventude Revolução

08 de janeiro de 2018

Eleição sem Lula é Fraude! Todos a Porto Alegre e às ruas no dia 24

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *