Material do comitê de jovens de São Leopoldo – RS

Queremos cada vez mais investimento na educação, saúde, moradia, transporte, segurança, esporte, lazer e cultura. Só que desde o golpe somos atingidos em cheio com o desemprego crescente e empurrados a trabalhos informais. Passagens de ônibus mais caras e passe estudantil em risco. Nossas universidades estão com orçamento estrangulado e o MEC persegue a autonomia universitária. No ensino particular os professores são demitidos e substituídos por disciplinas online comprometendo a qualidade no ensino.

Essa situação tem relação com a nossa democracia. Sem ela, é mais fácil passar o rolo compressor sobre tudo aquilo que conquistamos e queremos. Porém o caminho para quem é contra o povo não tá um mar de flores. O golpista Temer não conseguiu colocar para votação a reforma da previdência, fruto da mobilização em curso e que foi marcada pela histórica greve geral. A resistência tem sido um obstáculo para aqueles que querem retirar nossos direitos e destruir nosso futuro. Essa experiência mostra a força que a mobilização tem e pode converter em vitória.

O golpe que foi dado precisa cumprir o seu objetivo até o final, retirar os direitos. A beira das eleições o povo quer dar um basta a tudo isso e se apoia em uma candidatura que é a do Lula. Mais uma vez, o golpe precisa ir até o fim. Logo, não pode admitir que tenha um candidato tão forte para desfazer o que fizeram. Assim, utilizam o judiciário para condená-lo sem provas para tentar retirá-lo do páreo.

Material do comitê de jovens de São Leopoldo – RS

O Lula impedido de ser candidato por uma condenação nessas circunstâncias faz das eleições uma fraude, a prova de que o golpe aprofunda um estado de exceção. Dessa forma, a nossa batalha pelos nossos direitos passa pela defesa da democracia já que sem ela estamos mais vulneráveis e, hoje, se as eleições forem uma fraude (sem Lula como candidato) estaremos mais expostos a política dos golpistas que são contra nós.

É hora de nos organizarmos amplamente! Para isso, surgem os comitês em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato. Trata-se de um comitê – grupo de pessoas – para juntar absolutamente todos aqueles que concordam que é necessário defender a democracia passando pela garantia de Lula ser candidato, inclusive, independente se essas mesmas pessoas votarão nele futuramente.

Já existem centenas espalhados pelo país e podemos ser milhares. Para isso, mãos-a-obra! Convide colegas da escola, da universidade, bairro, igreja, etc para uma reunião de criação desse comitê. Discutam a situação política do nosso país e pensem coletivamente quais iniciativas podem ser tiradas para ampliar o debate com outras pessoas no meio que vocês frequentam podendo ser atividades culturais, colagem de cartazes, debates, panfletagem e várias outras formas.

Defender a democracia é uma tarefa para todos! Construa um comitê! Junte-se a nós!

Sarah Lindalva, militante da JR-DF

Em defesa da democracia, pelo direito de Lula ser candidato: Criar comitês de mobilização!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *