A Juventude Revolução se solidariza com a militância do PSOL, os familiares e amigos da vereadora Marielle Franco.

Marielle era uma mulher negra que lutou em defesa dos direitos do povo e, nesse último período, esteve contra a Intervenção Militar no Rio de Janeiro. Ela estava responsável pela comissão de fiscalização aos abusos da intervenção de Temer comandada por Braga Netto.

O ataque contra ela é um ataque contra a democracia e a resistência ao projeto dos golpistas de destruir os direitos da juventude, dos trabalhadores e das trabalhadoras do nosso país.

Exigimos que investiguem o caso e condenem os responsáveis!

Nos somaremos aos atos que ocorrem nas cidades em solidariedade e defesa da democracia para que não haja mais Marielles vítimas do atual estado de exceção que se aprofunda e do genocídio da população negra.

Marielle presente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *