O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou que as escolas devem implantar “metodologia e filosofia dos colégios militares em municípios baianos”. A justificativa dada pelo governador é que, nos colégios militares, existe “melhor desempenho de alunos”.

O “desempenho” nas escolas militares se dá por um motivo: condições de estrutura adequadas para o estudo, e não por causa da filosofia militar. As escolas militares são escolas públicas, ou seja, recebem dinheiro do Estado, que possuem ar-condicionado nas salas, professores bem remunerados, bebedouros, quadras, livros, laboratórios. No entanto, para isso, os militares cobram taxas dos estudantes e dão preferência a filhos de militares.

Como os estudantes de escolas estaduais não militarizadas terão bom desempenho se falta merenda, ventilador, segurança, passe livre estudantil, laboratório, professores etc.? Quantos estudantes deixam de ir à escola por que não têm dinheiro nem pra pegar o buzu?

No RJ, o governo golpista colocou o exército nas ruas do RJ, através da intervenção federal. Pouco tempo depois, a vereadora Marielle Franco (PSOL) foi executada, demonstrando o fracasso da intervenção. Será que o governador não percebeu quais as consequências da ampliação da militarização da vida da juventude?

O governador Rui Costa vai, inclusive, na contramão dos discursos do ex-presidente Lula, que já propôs a federalização do ensino público brasileiro. Uma proposta muito avançada frente a ideia de deixar nas mãos dos militares a vida dos estudantes.

Governador, essa é a proposta dos golpistas do PSDB, PMDB e Bolsonaros da vida que atacam nossos direitos. Nosso lado é o da democracia, queremos que atenda aos interesses dos estudantes.

A Juventude Revolução repudia o anúncio feito pelo governador Rui Costa (PT)! É urgente que isso saia da pauta do governo! Não queremos militares! As escolas estaduais precisam de investimento, reformas, laboratórios, merenda de qualidade todos os dias, ventiladores, livros e professores.

Rodrigo Lantyer, militante da Juventude Revolução em Salvador (BA)

“Filosofia militar” nas escolas da Bahia?
Classificado como:                    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *