Uma das principais decisões tomadas no XII Encontro Nacional da Juventude Revolução (ENJR) foi prosseguir a luta pela punição dos crimes da ditadura. Como explica o manifesto adotado pelo Encontro (disponível em breve aqui no site):  “É preciso acabar com essas instituições da ditadura no país! Única maneira de permitir resolver o problema da democracia e da desigualdade. Essa batalha começa por exigir punição para todos os crimes cometidos pela ditadura.

Nesse 31 de março, data de aniversário do golpe militar de 64, um conjunto de manifestações marcaram a disposição de jovens e trabalhadores em retomar essa questão, que não será esquecida e que pode abrir o caminho da luta pela soberania da nação”

Por isso, logo após o fim do ENJR no dia 1° de maio, que aconteceu na cidade satélite do Gama, militantes da JR vindos de todo o país, realizaram uma ampla colagem de cartazes da JR, relembrando os mortos e desaparecidos políticos e exigindo punição aos assassinos e torturadores do regime militar.

Foram colados centenas de cartazes. A manifestação foi reprimida pela policia militar, que tentou, sem sucesso, multar e deter militantes da JR e ainda arrancaou os cartazes espalhados pela rodoviária.

A mensagem no entanto, foi passada à população que lotava a rodoviária no dia em decorrência do fim do feriado e com isso foi reforçada a luta pela punição dos crimes da ditadura. Na volta do ENJR, os diversos núcleos deverão organizar atividades como essa em todo o país!

JR na luta pela punição dos crimes da ditadura: colagem de cartazes toma a rodoviária de Brasília!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *