Em Juiz de Fora a Juventude Revolução do PT se mobilizou para recolher assinaturas de jovens contra a PEC 06/2019, a reforma da previdência de Bolsonaro, que vai atingir em cheio a juventude com propostas piores e mais drásticas que a proposta de Michel Temer de 2017 que fez,  a classe trabalhadora e a juventude organizarem, como resposta, a maior greve geral da história do Brasil e impedir este ataque.

Com o abaixo-assinado do PT (📥 clique aqui para baixar) os militantes da JR foram para porta de duas escolas da cidade e recolheram mais de 50 assinaturas no horário da saída. Os estudantes que assinaram se mostraram animados em ver a iniciativa e se interessaram em ajudar a recolher assinaturas em outros colégios da região para fortalecer e difundir os dados referentes à reforma, como de que não existe um Déficit da Previdência – como consta na CPI do Senado que afirma ser superavitária – sim uma dívida dos empregadores público e privados que somam mais de R$ 400 bilhões. É importante tal iniciativa principalmente neste momento em que a reforma é aprovada na CCJ do Congresso e o Ministro da Economia decreta sigilo sobre os estudos desta PEC, deixando claro que se fosse benéfico e de interesse da população, não teria porquê esconder tais informações.

Nós da JRdoPT continuaremos na luta contra a reforma da Previdência, o “carro-chefe” deste governo, pois derrotar esta reforma é paralisar e enfraquecer o governo, como aconteceu com Michel Temer em 2017. Barrar esta proposta – principal proposta de Bolsonaro – é um passo para barrar os demais ataques, como na educação, pois se conseguirmos impedir este ataque, então temos força para impedir os demais. Por isso convidamos a todas e todos a se somarem nessa luta que é do interesse dos estudantes, como deixou claro o Encontro Nacional de Estudantes Petistas ao orientar que sejam feitos abaixo-assinados em todos locais onde se encontrem jovens.

Leonardo Ratão, Beatriz – militantes da JRdoPT de Juiz de Fora-MG

JRdoPT recolhe assinaturas contra Reforma da Previdência
Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *