No dia 17.08, Lula iniciou uma caravana pelo Nordeste, chamada de “Caravana da Esperança”. O evento teve início em Salvador e, no dia seguinte, seguiu para Cruz das Almas, no campus da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), onde Lula receberia o título de Dr. Honoris Causa.

Sim, você leu direito! “Receberia”! Isso por que o vereador Alexandre Aleluia (DEM) entrou na justiça para impedir que a UFRB entregasse o título ao ex-presidente. O juiz Evandro Reimão dos Reis, da 10ª Vara Cível de Salvador, suspendeu a sessão do Conselho Universitário da UFRB, que aprovou o título ao ex-presidente Lula e encaminhou à Polícia Federal para adotar as “medidas cabíveis”, caso a ordem fosse descumprida. Assim, a entrega do título foi cancelada. É o estado de exceção, comandado por um Poder Judiciário bonapartista, que se coloca acima dos outros poderes, atacando Lula e a autonomia universitária! Um verdadeiro absurdo! Se referindo a esse ataque, Lula disse que “eles não estão com medo do que eu já fiz, mas pelo que nós vamos fazer daqui para frente!”.

Mas o tiro do vereador e do juiz pode ter saído pela culatra. A entrega do título foi cancelada, mas Lula participou da Jornada da Juventude, que ocorreu em frente à UFRB e tomou as ruas, contando com mais de 5.000 pessoas! As faixas, pirulitos e palavras de ordem cantadas pelo povo expressavam a saída política: “Fora Temer!”, “Diretas já!”, “Lula guerreiro do povo brasileiro!”, “Lula com Constituinte!”. A juventude e a classe trabalhadora expressaram, na prática, o que dizem todas as pesquisas: Lula é o candidato que pode abrir uma saída política para a nação, já que se opõe aos ataques dos golpistas. Por isso, foi acertada a fala do presidente nacional da CUT, Vagner Freitas: “Não há eleição sem Lula como candidato. Eleição sem Lula é fraude!”.

A contradição, porém, ficou por conta da presença de Otto Alencar (PSD) na atividade de Salvador. Um inimigo declarado da juventude e, abertamente, defensor da redução da maioridade penal, quando ele foi anunciado, uma vaia se iniciou, mas logo foi abafada pela oradora. Ele representa todo o contrário do sentimento da juventude, cujas reivindicações poderiam ser realizadas numa Constituinte soberana, convocada por Lula.

Agora, o companheiro Lula segue com a caravana. É hora de manter esse combate, continuar a mobilização em defesa de sua candidatura para fazer a Constituinte soberana para revogar as medidas dos golpistas e restabelecer a democracia no Brasil. A Juventude Revolução, que cumpriu o seu papel nessas duas atividades, dialogando com a juventude e apresentando nossa opinião, lado a lado com cada jovem, se dispõe a fazer esse combate. Convidamos todos a conhecer e construir a JR! Junte-se a nós!

Rodrigo Lantyer, membro do Conselho Nacional da JR e militante da JR na Bahia.

Lula inicia caravana pelo Nordeste e o Judiciário segue seu estado de exceção
Classificado como:                                

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *