Dia 03 de Janeiro de 2013, os trabalhadores e a juventude da Região Metropolitana do Recife (RMR) foram surpreendidos com a seguinte notícia ‘’Passagem de ônibus terá reajuste esta sexta-feira’’, publicada no site NE10.

O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE) convocou o Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM), para pedir 13% de aumento nas tarifas, um verdadeiro ataque a classe trabalhadora. A Grande Recife Consórcio de Transporte apresentou uma contra proposta de 5,75%, valor correspondente ao IPCA, acumulado até o fim de 2012.

A reunião aconteceu nesta sexta-feira, dia 04/01, a portas fechadas, sem acesso a imprensa. Os novos valores de passagem na RMR ficaram: O Anel A (atualmente R$ 2,15) deve ficar em R$ 2,25 e o B, que custa R$ 3,25, R$ 3,45. O anel D, hoje a R$ 2,60, deve passar para R$ 2,75. O G, pelo qual atualmente são pagos R$ 1,40, deve ir para R$ 1,50.

No mesmo dia, diversas organizações de juventude, entidades representativas e militantes de partidos políticos, reunidos no Diretório Central dos Estudantes da UNICAP. As falas dos presentes nessa reunião deixaram bem claro o que é necessário para este momento é à unidade e, pensar nas táticas para dialogar com a população para ir às ruas na luta contra este aumento abusivo, e encaminhar as mobilizações, com a primeira já no outro dia (04 de janeiro).

Foi feito uma avaliação sobre alguns erros cometidos anteriormente pelo Movimento Estudantil, e uma das questões levantadas por todos, é que a luta contra o aumento das passagens fica restrito apenas aos estudantes. Devemos convocar todo o conjunto dos trabalhadores e suas representações sindicais para marchar lado-a-lado com a juventude, para garantir representatividade aos atos e a população se integrar nessa luta.

Nós da Juventude Revolução apoiamos de forma irrestrita a unidade na luta contra o aumento de passagem em Recife! Consideramos que é extremamente necessário nesta luta à participação concreta da União dos Estudantes de Pernambuco (UEP) e da União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (UESPE), instrumentos históricos forjados em diversas lutas do Movimento Estudantil pernambucano, propondo que as mesmas ajudem a organizar os estudantes, participando dos atos, lutando pelo o Passe Livre.

No dia 04 de janeiro, os estudantes se dirigiram ao local aonde se reuniu o CSTM, na Grande Recife, exigindo a participação dos estudantes na reunião do Conselho, ocupando a sede do Consórcio. Mas a reunião já tinha acabado e um dos representantes do Conselho recebeu os estudantes, mas comunicou que o aumento já havia sido aprovado, o que mostra como esses conselhos, cujo o objetivo é a integração/cooptação do movimento, só servem para legitimar a posição dos empresários.

Na segunda feira, dia 07/01 um novo ato reuniu cerca 100 pessoas, com representação de sindicatos, associações de moradores, estudantes, organizações de juventude e entidades representativas estudantis, como a UESPE. O movimento foi inteligente, dialogando com a população fazendo problematizações sobre a situação do Transporte Público na RMR, e trazendo um áudio reproduzido no carro de som, com a promessa de campanha do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB) que fala da redução dos impostos para a redução da passagem.

Os impostos foram reduzidos e a passagem continua a aumentar. Diversos trabalhadores e idosos pediram para falar no carro de som, dando apoio ao movimento e declarando a sua insatisfação com o aumento e com a qualidade do transporte. Muitas pessoas aplaudiram as falas nas calçadas e nos coletivos, e muitas pessoas se integraram ao ato no decorrer do mesmo. O protesto se dirigiu ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para entregar uma pauta de reinvindicações e foram recebidos pela a Procuradoria, que se comprometeu em analisar a pauta e tomar as medidas necessárias.

João, é militante da JR em Recife-PE

Luta contra o aumento de Passagem em Recife – PE