No dia 26 de fevereiro, o SINPRO-NG convocou uma assembléia dos professores no Novo Gama (GO) em frente à prefeitura do município, onde reuniu cerca de 250 professores. O recém-eleito prefeito Everaldo (PPL) não atendeu às principais demandas da categoria que está há anos sendo destratada por governos anteriores que eram do PSDB.

O núcleo da JR do Novo Gama esteve presente solidário a luta dos professores junto de seu sindicato filiado à CUT. Conversamos com os professores e diretores do sindicato que reafirmaram a necessidade da luta em unidade entre estudantes e professores por uma educação de qualidade.

Foi curiosa a presença do oportunista Secretário da educação, Arapiraca (PT) que só aparece para defender de verdade os movimentos sociais e os trabalhadores em época de eleição.

Devido a intensa chuva que começou após alguns minutos do inicio da assembleia, o SINPRO junto com os professores entraram na prefeitura, o que dificultou a diálogo entre diretoria do sindicatos e os professores pois não havia microfone e houve dispersão por alguns instantes, mas não impossibilitou que a discussão continuasse. Os professores estão focados em suas reivindicações.

A assembleia teve como pauta principal a negociação SME(Secretaria Municipal de Educação)/SINPRO, onde foi aprovada as propostas do poder executivo e garante:

  1. REAJUSTE DE 7,97% PARA CLASSE A, B e C;
  2. JORNADA AMPLIADA PARA TODAS AS ESCOLAS2013; 
  3. REFORMA E AMPLIAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA E ESTATUTO DO MAGISTÉRIO;
  4. READAPÇÃO DOS PROFESSORES;
  5. CRIAR COMISSÃO DA GESTÃO DA CARREIRA DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL.

Um dos pontos bem ressaltados na assembleia foi o reajuste de 7,97 do piso, já que até agora só foram repassados 4% pelo Governo Federal, e o SINPRO se comprometeu em cobrar o restante! Sem falar da jornada ampliada que quando pronunciada, foi aplaudida e comemorada pelos professores presentes. Houve momento para inscrição, onde os professores poderiam opinar, ou sugerir algo a mais para a negociação, porém nenhum professor se manifestou, dando-se encerrada a assembleia. A próxima assembléia para avaliar o processo de negociação ficou marcada para 06/4, é esperada para as próximas discussões a possibilidade de greve dos professores.

O núcleo da JR do Novo Gama esteve presente solidário a luta dos professores junto de seu sindicato filiado à CUT. Embora os sindicato seja filiado à CUT, um grupo de pelegos da UGT (que defendem o imposto sindical) querem ganhar o sindicato. Conversamos com os professores e diretores do sindicato que reafirmaram a necessidade da luta em unidade entre estudantes e professores por uma educação de qualidade.

Leticia Gomes, é militante da JR no Novo Gama

Núcleo da JR no Novo Gama-GO é solidário à luta dos professores da cidade