O governador Ibaneis Rocha (MDB) iniciou ao ano de 2020 cortando na carne dos trabalhadores e jovens do Distrito Federal (DF). O aumento de 10% nas tarifas dos transportes públicos – viagens de longas distâncias, metrô e integração foram de R$ 5,00 para 5,50, ligações curtas de 3,50 para 3,85 e circular interno de 2,50 para 2,75 – não é diferente das políticas implementadas pelo governo Bolsonaro, seguem a mesma lógica: cortar na carne do povo trabalhador para encher o bolso dos grandes empresários.

O DF não escapa à realidade do país, os altos índices de desemprego, trabalho informal e uberizado empurra a população à condições de vida cada vez mais degradantes. Com o aumento das passagens vai ser mais difícil sair para procurar emprego, e aqueles que recebem um salário mínimo terão que decidir quais itens cortarão da cesta básica para pagar a condução até o emprego.

Para além disso, a disposição espacial das cidades satélites – moradia de muitos que trabalham em Brasília – distante do centro e consequentemente dos museus, teatros, cinemas e demais ambientes de lazer e cultura é um empecilho planejado onde o absurdo preço do ônibus e metrô servirá como mais um funil de acesso.

A medida do governador não será aceita de braços cruzados. A resistência começou no ato do dia 14 de janeiro e vai continuar para conquistar a revogação total do aumento e não a migalha dos 5 centavos. É fundamental o engajamento e a direção das entidades estudantis (UNE,UBES, UESDF, DCE e Cas) e dos sindicatos, bem como o PT e outros partidos na construção das mobilizações ramificando o debate e ação contra o assalto que o governador Ibaneis quer impor.

A JRdoPT estará junto com os demais petistas, ao lado dos trabalhadores e jovens pela revogação do aumento!

BROTA NO PRÓXIMO ATO PRO DESESPERO DO IBANEIS: Quarta – feira: 29/01/2020, às 16h, na Torre de TV.

Participe da Juventude Revolução do PT!

Filie-se no Partido dos Trabalhadores!

Pela revogação imediata do aumento da passagem no DF!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *