Diante do assassinato do sindicalista Juan Pablo Jimenez no Chile, Milhares de jovens e trabalhadores foram às ruas no dia 27/02 para protestar exigindo o fim da impunidade e justiça.  Juan Pablo foi assassinado na semana anterior, em meio a organização de uma luta sindical em que denunciava a exploração de trabalhadores de sua categoria.

O protesto por Justiça, diante do assassinato do sindicalista sofreu uma brutal repressão por parte da policia e é a demonstração da conivência do governo Chileno com essa politica de assassinato de sindicalistas para reprimir a luta e a organização dos trabalhadores.

 

Em todo o continente, diversos sindicalistas são assassinados sem que os crimes sejam apurados. Esse é o caso de Anderson Luís, antigo militante da JR, sindicalista assassinado em 2006, cujo crime até hoje continua sem apuração.

Sindicalista assassinado no Chile: Protesto por justiça sofre repressão brutal!