Em Palmeira dos Índios-AL, estudantes da UFAL se mobilizam em memória de Marielle

Em Palmeira dos Índios-AL, estudantes da UFAL se mobilizam em memória de Marielle

Na manhã e tarde dessa quinta-feira (14/03), dezenas de estudantes da UFAL, unidade Palmeira dos Índios se reuniram no pátio em uma oficina de cartazes. Mobilizada pela Juventude Revolução do PT, pelo DCE UFAL, pelo Centro Acadêmico Maninha Xucuru-Kariri e pela ENESSO (Executiva Nacional dos Estudantes de Serviço Social), a atividade foi realizada em homenagem a memória de Marielle Franco, lembrando que um ano se passou desde sua morte e a justiça ainda não deu uma resposta sobre quem mandou matar Marielle. Também foi lembrado nos cartazes a prisão política de Lula e de que este é um momento de resistir contra a reforma da previdência. Durante a atividade, distribuímos panfletos sobre como esta reforma ataca duramente as mulheres. Aproveitamos para convidar o pessoal para estar junto conosco no ato do dia 22 de março – Dia Nacional de Luta em defesa da Previdência, o que animou os estudantes para defender o direito de um futuro digno. Clara, militante da JR do PT-AL

Documentário: A Rebelião Popular em Maceió – 17 de Julho

Documentário: A Rebelião Popular em Maceió – 17 de Julho

Há 20 anos, os servidores públicos do estado de Alagoas viviam uma situação de desespero com mais de 5 meses de salários atrasados, o povo já não tinha mais acesso aos serviços públicos essências. Cansados desta situação, servidores públicos e o povo foram às ruas com as polícias civil e militar na linha de frente para derrubar o governo de Dilvaldo Suruagy em 17 de julho de 1997.

Em Arapiraca, os estudantes ocupam o Campus da UFAL

Em Arapiraca, os estudantes ocupam o Campus da UFAL

Em Alagoas, as ocupações começam a ganhar força, hoje (dia 24/10) os estudantes já estão ocupando 3 escolas estaduais, 3 Campis da UFAL e 5 Campis do IFAL. E as ocupações não param, há previsões de mais ocupações até o final da semana. Os estudantes do Campus Arapiraca, o primeiro Campus de interiorização do estado, ocuparam hoje (segunda-feira dia 24/10) a universidade seguindo o movimento nacional de ocupações contra a PEC 241 e a MP 746 (sobre a reforma do ensino médio).