Bahia: JR do PT em defesa dos direitos e de Lula Livre!

Bahia: JR do PT em defesa dos direitos e de Lula Livre!

No dia 12 de dezembro, reuniram-se na cidade de Vitória da Conquista (BA), jovens estudantes a fim de discutir a luta em defesa da educação e dos direitos. O núcleo municipal da Juventude Revolução do PT foi o organizador do encontro realizado na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Fizemos também uma colagem de cartazes por todo campus da UESB em Conquista, marcando a Jornada Nacional pela Liberdade de Lula, convocada pelo PT, CUT e movimentos sociais. Mesmo com a vitória dos estudantes, após o arquivamento, no Congresso Nacional, do projeto Escola sem Partido (PL 7180), destacamos a importância de nos mantermos na luta em defesa da educação, que com a posse do presidente golpista Jair Bolsonaro, deve sofrer novos ataques como a mudança das bases nacionais curriculares, o ensino a distancia, e a própria retomada do projeto Escola sem Partido, ambas de interesse já demonstrado pelo presidente eleito. Também reafirmamos a importância da luta da juventude contra a reforma da previdência. O militante da JR, Alexandre, afirmou: “a juventude tem o papel fundamental na luta contra o modelo de previdência proposto por Temer e Bolsonaro, pois se aprovado, o jovem que antes trabalhava de 30 á 35 anos para se aposentar, terá que trabalhar 50 anos, dos 18 aos 68 anos, isso se trabalhasse de forma ininterrupta, difícil em um país que sofre com níveis altíssimos de desemprego.” A Juventude Revolução do PT estará junto às entidades estudantis mobilizando-se contra a retirada dos direitos promovida pelo governo Temer, representada também pelo presidente eleito, Bolsonaro. Traçamos no reunião propostas de conscientização e formação dos jovens. Já no inicio do próximo ano, palestras, filmes e cursos sobre o obscurantismo na educação e também previdência serão desenvolvidos em escolas e universidades. Também faremos o curso de verão da JR em janeiro, pois é tempo de organizar a resistência! Seguiremos na luta pelos nossos direitos e por Lula livre! Marcello Freitas, militante da Juventude Revolução  do PT em Vitoria da Conquista (BA)

Galera de Floripa realiza atividade de formação

Galera de Floripa realiza atividade de formação

No último fim de semana, os militantes da JR de Santa Catarina estiveram reunidos em Florianópolis para realizar atividades de formação e agitação, ainda no entusiasmo da volta do 15° Encontro Nacional. Entre as atividades, oficina de palavras de ordem e batucada, confecção de faixas e zines denunciando os desdobramentos do golpe e uma formação sobre as drogas como instrumento do imperialismo para a destruição da juventude. No domingo aconteceu a plenária estadual, onde além de discutir a situação das nossas universidades e eleger uma direção estadual, discutimos com algumas candidaturas e tomamos a decisão de que nessas eleições votaremos 13 de cima a baixo, lutando para eleger Lula presidente pra fazer uma nova Constituinte e discutindo ações para mobilizar cada vez mais jovens na luta por um futuro com emprego, educação, lazer e dignidade. Não temos outra saída, mais do que nunca é Lula Livre e Presidente!

Tá decidido: Nosso candidato é Lula!

Tá decidido: Nosso candidato é Lula!

Confirmou-se no último dia 04, em São Paulo, no Encontro Extraordinário do PT, a candidatura do companheiro Lula à Presidência da República. No auge de uma perseguição política, promovida pelo judiciário e agitado pela mídia, Lula será lançado para corresponder à expectativa da maioria do eleitorado brasileiro que vem declarando sua intenção de voto nas pesquisas.

Caderno de resoluções da Plenária Nacional da Juventude Revolução

Caderno de resoluções da Plenária Nacional da Juventude Revolução

Nos dias 21 e 22 a Juventude Revolução realizou em Brasília – DF a sua Plenária Nacional, que reúne coordenadores de núcleos por todo o país, para debater as principais tarefas diante da situação política, para avançar na luta em defesa da juventude em conjunto com classe trabalhadora e suas organizações. Preservando a sua independência política para discutir as necessidades da juventude, a PNJR foi totalmente autofinanciada, os delegados fizeram arrecadações nos estados para garantirem a participação na atividade. Baixe aqui o caderno de resoluções

Plenária Nacional da Juventude Revolução – 21 e 22 de outubro, Brasília

Plenária Nacional da Juventude Revolução – 21 e 22 de outubro, Brasília

O Brasil sofreu um golpe para destruir os direitos e atacar a soberania nacional. A educação teve o investimento limitado por 20 anos e sofreu graves cortes orçamentários, o Ensino Médio teve reforma que retirou conteúdos, os trabalhadores sofrem com a aprovação da reforma trabalhista e toda a nação é ameaçada com o plano anunciado de privatizações. Temer, o congresso e o judiciário, rezando a cartilha do capital financeiro querem avançar sobre todos os nossos direitos e conquistas, impedindo a juventude de ter direito a um futuro digno! Mas a luta da juventude em 2016 com centenas de ocupações de escolas e mobilizações, a greve geral de abril dos trabalhadores e suas organizações mostraram a disposição de resistência, que apesar das dificuldades, precisa prosseguir. Só através da luta é que poderemos defender nossos direitos!

Golpistas cortam 29% do FIES

Golpistas cortam 29% do FIES

O ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou corte de 29% no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil). Com isso o corte no teto de financiamento mensal vai de R$ 7 mil para R$ 5 mil. Isso é equivalente a um corte de R$ 12 mil por pessoa num semestre, sendo o orçamento de antes de R$ 42 mil e agora R$ 30 mil semestral, o que dificulta acesso aos cursos de Medicina nas Universidades Privadas. Além disso o Fies, neste ano, oferece apenas 150 mil vagas, 100 mil vagas a menos do que no ano de 2016. De acordo com a senadora Regina Sousa (PT-PI), que já foi professora, ”o corte pegou muita gente de surpresa e vai aumentar a concorrência.” Isso significa deixar muitos jovens de fora da busca pela especialização; isso significa negar à boa parte da juventude o acesso à educação superior. É um absurdo! Num momento em que a política golpista de Temer anuncia corte de 45% das verbas destinadas às Universidades Federais e outros cortes na educação em geral dificulta o acesso nestas Universidades. E como o aumento do desemprego faz com que boa parte dos jovens tenham que trabalhar para poder ajudar em casa, eles têm menos chance de ter acesso a Universidade Privada sem uma ajuda do governo, o que dificulta ainda mais com o corte de mais de 60% nas vagas do Fies. E para reverter estes cortes como os outros ataques desferidos pelos golpistas contra a juventude e trabalhadores (como a PEC 55 que congela investimentos nas áreas sociais por 20 anos aprofundando o caos social) faz todo sentido a CNTE e ANDES tirarem o dia 15/03 para o começo da Greve Geral na Educação, um passo no sentido da Greve Geral por “Nenhum direito a menos” como propõe a CUT. A Juventude Revolução se dispõe a construir essa luta, lado a lado com os estudantes, mobilizando escolas, grêmios e a juventude a resistir aos ataques do governo golpista. Nenhum direito a menos, Fora Temer! Leonardo Ladeira, Militante da JR-RJ

Juventude Revolução realiza formação nacional sobre os 100 anos da Revolução Russa

Juventude Revolução realiza formação nacional sobre os 100 anos da Revolução Russa

No dia 05.02, a Juventude Revolução realizou sua formação nacional de verão em São Paulo. A atividade contou com a presença dos membros da direção nacional da organização e de coordenadores de alguns núcleos. O ano de 2017 comemora os 100 anos da Revolução Russa, que abalou as bases do capitalismo e fez tremer a burguesia internacional. Por isso, o tema da nossa formação – “O que foi a Revolução de Outubro?” – retomou a discussão sobre esse fato histórico importantíssimo na história da humanidade, um verdadeiro patrimônio da classe trabalhadora. O informante foi Markus Sokol, membro do Diretório Nacional do PT e militante da IV Internacional. Os militantes da JR assistiram um documentário que tratava da Revolução de 1917 e ouviram o companheiro Sokol com muita atenção. Como disse a militante Márcia, núcleo de Portão/RS, a formação foi “muito esclarecedora e contribuiu muito pra a minha militância”. Nos Estados, se organizam formações com o mesmo tema, a exemplo de São Paulo e Pernambuco que já realizaram as suas atividades. Rodrigo Lantyer, membro do Conselho Nacional da JR.