Viva o Partido dos Trabalhadores! Viva os 40 anos do PT!

Viva o Partido dos Trabalhadores! Viva os 40 anos do PT!

O maior desafio do PT é o partido continuar sendo instrumento dos trabalhadores para o combate. O mês de fevereiro marca o aniversário do PT. Completando 40 anos desde sua fundação, o partido é resultado da necessidade histórica de luta dos trabalhadores brasileiros que não esperam a sorte para decidir o seu futuro, mas querem decidir por si, através da luta e do combate. Nos dia 7,8 e 9 de fevereiro, foi comemorado na cidade do Rio de Janeiro os seus 40 anos de existência com grandes mobilizações, de diferentes caravanas, principalmente caravanas cariocas, à Fundição Progresso, localizado na Lapa.  Nos últimos anos, instalou-se no Brasil um Estado de exceção. Sob a ditadura do judiciário, o PT passou por diversos ataques promovidos pelas instituições políticas do país, que teve seu ápice na prisão do companheiro Lula, sem nenhuma prova. A prisão de Lula, fez parte de todo um ataque da burguesia, com ligação e apoio internacional, para tirar do povo o direito de decidir por si quem estaria à frente do país nas eleições presidenciais. Tal ataque levou à presidência Jair Bolsonaro, e é sob esse governo autoritário que o PT comemora seus 40 anos. Juventude esteve presente. A Juventude Revolução do PT esteve presente na comemoração. Com sua arrecadação própria, a JRdoPT fez biscoitos em forma de estrela para comemorar o aniversário do partido. Na sexta, a JRdoPT esteve presente, também, na frente do Edise, prédio central da Petrobrás em apoio a greve dos petroleiros que vem sendo o exemplo de luta contra o governo Bolsonaro nesse início de ano. Em um país onde o desemprego bate recorde, os empregos informais são o meio de sustento de maior parte da juventude, o  PT é o ponto de apoio para o combate que será feito, principalmente, em um ano de eleição nos municípios onde o serviço público vem sendo destruído, sufocados pela Lei de Responsabilidade Fiscal somada a EC95 que congela investimentos públicos (teto de gastos). Fomos à Lapa saudar os 40 anos do nosso partido, e a luta continua. Muitos jovens compareceram, se apoiam no PT para lutar contra o governo autoritário que destrói direitos e soberania levando o país ao abismo. É na luta como estão os petroleiros que poderemos dar um fim nesse governo. Estamos discutindo com os jovens petistas que a JPT precisa de autonomia política pra organizar esses muitos jovens que se apoiam no PT para enfrentar a situação atual. VIVA O PARTIDO DOS TRABALHADORES! LULA LIVRE! JPT presente no aniversário de 40 anos do PT no Rio de Janeiro

Núcleo da JRdoPT dialoga em fábrica na Bahia

Núcleo da JRdoPT dialoga em fábrica na Bahia

A Juventude Revolução do PT de Vitória da Conquista – BA realizou, no último dia 07/02 (sexta), uma intervenção na fábrica Dass. Nesta ação, que se repetiu na troca de turnos seguinte com companheiros(as) do Diálogo e Ação Petista, foram utilizados panfletos e abaixo-assinados como instrumento de diálogo com os trabalhadores sobre a anulação do julgamento do ex-presidente Lula e a suspeição do ex-juiz e agora ministro do Governo Bolsonaro, Sergio Moro. Ao todo, recolhemos cerca de 140 assinaturas e distribuímos 1.000 panfletos. Diferente da época do período eleitoral, em que se espalhou pelo país uma onda de fake news e os ânimos estavam exaltados, hoje, após mais de um ano de mandato cumprido e diversos direitos atacados, os trabalhadores percebem o caráter autoritário e obscurantista do atual governo e reconhecem como injusta a perseguição a Lula e ao PT. Assim seguiremos lutando contra o governo Bolsonaro, e nessa perspectiva, dialogando com os jovens e a classe trabalhadora. MARCELLO FREITAS JRdoPT – VITORIA DA CONQUISTA – BA

Contra o aumento da tarifa! Transporte público é direito de todos.

Contra o aumento da tarifa! Transporte público é direito de todos.

Só no início desse ano, cinco capitais tiveram aumento na tarifa do transporte público: São Paulo, Vitória, Macapá, Boa Vista e Brasília. No DF, o valor reajustado para R$ 5,50 representa mais de 20% do salário mínimo pra quem usa todo dia. Em SP, pra quem usa integração esse percentual passa de 30%. Por isso vemos uma pesquisa apontar que, em Heliópolis/SP, 3 a cada 10 pessoas acaba se deslocando a pé. Cada vez menos acesso para trabalhadores e jovens e mais lucro para empresários que nem se quer melhoram a qualidade do transporte. O acesso a educação, cultura e lazer na cidade, que deveria ser gratuito e de qualidade para todos é retirado, principalmente dos jovens que sofrem com o desemprego. Por isso estamos nas ruas exigindo a revogação dos aumentos na passagem, defendendo passe livre estudantil e melhorias no transporte. Lutar é um direito, por isso repudiamos as agressões da PM contra estudantes em 16 de janeiro em São Paulo. Para quem é de Brasília, amanhã tem ato pela revogação do aumento da tarifa convocado pelo DCE UNB, concentração as 16h00 no estacionamento do ginásio Nilson Nelson. Vem com a gente! Roselaine Araújo militante da JRdoPT no DF. Panfletagem contra o aumento da tarifa no terminal do BRT SUL, no Gama-DF

Bolsonaro ataca o emprego da juventude

Bolsonaro ataca o emprego da juventude

No dia 12/11/2019, foi publicada a Medida Provisória (MP) 905 do governo de Bolsonaro, que institui o “Contrato de Trabalho Verde e Amarelo”, alterando a legislação trabalhista, para os jovens de 18 a 29 anos de idade. A situação do emprego na juventude brasileira é grave. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 40,8% dos jovens (18 a 24 anos) fazem parte do grupo de subutilizados (estão desempregados, desistiram de procurar emprego ou tem mais disponibilidade de trabalhar por mais horas na semana). A justificativa do governo Bolsonaro para editar essa MP é melhorar esse grave cenário. Ora, quando o golpista Michel Temer aprovou a reforma trabalhista no Congresso Nacional, o argumento era a melhora do desemprego. Passados dois anos, o desemprego continua o mesmo e os golpistas voltam com o mesmo argumento? Quais são os ataques previstos na MP? A MP publicada por Bolsonaro, na verdade, precariza o trabalho e não vai melhorar em nada a situação da juventude. Uma empresa poderá contratar até 20% do seu quadro de funcionários sob o novo modelo. Vamos aos principais problemas: As empresas não precisarão pagar sua parte (20%) na contribuição para a Previdência Social e Seguridade, o que significa menos dinheiro para o Regime Geral de Previdência Social (RGPS), ou seja, menos dinheiro para sustentar a aposentadoria dos trabalhadores. Ora, o argumento para fazer a contrarreforma da previdência era um “rombo” insustentável nas contas. Os trabalhadores jovens contribuirão, mas os patrões serão isentos. Mais uma vez, Bolsonaro mostra em qual bolso ele quer meter a mão. Os patrões também serão desobrigados a pagar o salário educação! O valor arrecadado com esse direito constitucional é uma das fontes de financiamento da educação básica! Ou seja, menos dinheiro para as escolas públicas! A contribuição no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) dos empresários, nesse novo modelo, será de 2%. Antes, ele tinham que pagar 8%! Já a multa do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) por demissão sem justa causa será de 20%, se tiver “acordo” entre o jovem e o patrão. Para completar, Bolsonaro e seu ministro Paulo Guedes tiveram a brilhante ideia de financiar esse programa tirando grana do seguro-desemprego! Exatamente isso! Ele vai financiar a contratação de novos empregos, tirando dinheiro dos desempregados! É… a cara nem arde! Enquanto tira do pobre, garante que os patrões e grandes empresários lucrem mais, contratando jovens com baixos salários e sem direitos. É necessário manter a resistência. A unidade contra essa MP é fundamental para combater todos os ataques que anda virão. Só assim poderemos derrotar o governo e abrir uma perspectiva de futuro para a juventude. Rodrigo Lantyer, membro do Conselho Nacional da JR do PT.

Atividade cultural em escola discute violência institucional

Atividade cultural em escola discute violência institucional

“Segundo o Instituto de Segurança Pública (ISP), foram registrados 170 homicídios cometidos por policiais em todo o mês de agosto, esse número corresponde ao total de 5 mortes por dia no Rio de Janeiro, estado que, nos seus cinco primeiros meses com Witzel teve recorde de mortes violentas causadas por policiais. De janeiro a maio, o número passava já das 700 mortes.” ( O caso Ágatha e a política de extermínio da juventude no Brasil – http://tiny.cc/vwqydz) Na ultima sexta-feira, dia 04/10, a Juventude Revolução do PT de Juiz de Fora organizou uma atividade cultural com a presença de MC Sp, Da Lagoa do grupo Sararau Crioulos e Gustavo Bolonha da crew Flow Killa. A atividade teve o intuito de abordar a violência institucional e policial no Brasil e em Minas Gerais que afeta cotidianamente diversos jovens como no caso de racismo na UFMG em que seguranças da instituição agrediram um ex-estudante negro que iria se matricular num curso, e a agressão ocorreu porque, de acordo com a segurança o rapaz estava lá para “roubar os estudantes” (leia aqui nota sobre o caso) Na Escola Estadual Maria Ilydia, no bairro Furtado, mcs, poetas slammers, bboys se apresentaram para cerca de 150 estudantes que estiveram atentos às mensagens que foram passadas. Inclusive estudantes da escola se animaram e também apresentaram suas letras, suas rimas e alguns até se arriscaram em apresentar alguns passos de breaking. Nos intervalos das apresentações artísticas pudemos conversar sobre a morte de Agatha Felix, criança de 8 anos que nos Rio de Janeiro foi baleada com tiro de fuzil, que infelizmente não foi a primeira e nem foi a última – depois dela outras crianças foram vitimadas, mas que com sorte estas sobreviveram.   Pudemos falar sobre a desmilitarização da polícia militar, proposta que – segundo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Centro de Pesquisas Jurídicas Aplicadas da Fundação Getúlio Vargas e Secretaria Nacional de Segurança Pública – 77% da própria PM é a favor, ainda mais no momento em que o índice de suicídio entre policiais só aumenta. E quando este assunto é tratado sempre lembramos da truculenta abordagem feita pela PM, pq eles batem primeiro e perguntam depois desrespeitando o morador, como disse um jovem. Lembramos ainda que a polícia militarizada como conhecemos hoje, é uma herança da ditadura militar brasileira, que surgiu por um decreto em 1969.  Além disso nestes espaços pudemos discutir sobre a política de Bolsonaro que só faz agravar estes números que passarão impunes com o excludente de ilicitude (exclusão de alguma ação ilícita) do PL da morte (pacote “anti-crime) de Sérgio Moro. (Leia mais sobre isso aqui)  Ainda por cima discutimos o absurdo da política de austeridade do governador Zema que se enche de alegria com a ideia de privatizações, que na prática significa expulsar os mais pobres e negros dos espaços, significa expulsá-los das escolas, jogá-los nas ruas num cenário que não há emprego fazendo aumentar ainda mais marginalidade na qual a população negra se encontra.  Leonardo, militante da Juventude Revolução do

Vem aí a Plenária Nacional da JR do PT

Vem aí a Plenária Nacional da JR do PT

Vem com a gente construir uma organização autônoma da juventude e lutar por nossos direitos! O país passa por uma crise e dá pra ver que tem bastante coisa podre. Basta olhar para Bolsonaro e o Congresso Nacional atacando nossos direitos. O judiciário conspirador, forjou a prisão de Lula para impedir que ele ganhasse as eleições. E assim, milhares de jovens são empurrados a “dar um jeito” para sobreviver já que diminui a perspectiva de futuro.  Nós não podemos ficar de braços cruzados! A Juventude Revolução do PT convoca a Plenária Nacional para reunir representantes dos núcleos de todo o país para construir uma organização autônoma de juventude que lute pelas reivindicações da juventude nos bairros, escolas e universidades. A juventude vem tendo a sua perspectiva de futuro e de existência ameaçada, com o desemprego, o genocídio da juventude negra e a perseguição constante aos LGBTs. O desemprego bate recorde na juventude, principalmente entre mulheres e negros. A informalidade e subemprego são as opções para muitos que precisam ajudar a complementar a renda de casa, mesmo que isso signifique abandonar os estudos.  Ao mesmo tempo, o governo Bolsonaro corta cada vez mais no orçamento público, afetando diretamente as nossas vidas. Por exemplo, pode comprometer a compra de livros escolares, acabar com o “Minha Casa Minha Vida” e prejudicar a oferta de remédios na “Farmácia Popular”!  Nas escolas, os secundaristas estão com o conteúdo reduzido pela Reforma do Ensino Médio aprovada lá atrás por Temer. “Falta carteiras, mesas adequadas, quadro, canetas, já teve caso que entraram na escola e roubaram tudo, ou seja, [falta] maior segurança para a escola, funcionários e alunos” relata estudante em Juiz de Fora/MG onde a escola está num bairro que os jovens querem não só escola de qualidade, mas, também emprego, assistência social, atenção psicossocial, posto de saúde, pista de skate, espaços públicos de cultura e lazer, etc.  Para quem conseguiu chegar no ensino superior, a luta é para permanecer. Nas faculdades privadas é preciso defender os direitos dos estudantes, contra a demissão em massa dos professores e o aumento das disciplinas à distância, além dos cortes no FIES e PROUNI que tiram milhares na sala de aula.  Nas universidades públicas, a luta continua contra os cortes que estão obrigando o fechamento dos portões! A solução de Bolsonaro na educação é a implementação do “Future-se” que quer privatizar as universidades públicas. É hora de se apoiar na resistência que tem crescido contra esse projeto e derrotar o governo. Sim é possível, se todos se juntarem nesta luta, ao invés de dispersar forças propondo um Projeto de Lei alternativo nesse Congresso ultrarreacionário como quer a diretoria da UNE e outros.  Nas comunidades cabe organizar a luta contra o genocídio e encarceramento da juventude negra, vítima do tráfico e da PM – resquício da ditadura militar que tem que ser desmilitarizada. Sem perspectivas para os jovens, aumentam as chances de suicídios. O jovem preto quer viver, quer emprego, educação, saúde e cultura na periferia. Esse é o futuro

Rumo ao 7º Congresso do PT: “nosso papel é mobilizar e discutir”!

Rumo ao 7º Congresso do PT:  “nosso papel é mobilizar e discutir”!

No dia 26 de julho, acabou o prazo para as inscrições de chapa do Processo de Eleições Diretas (PED) do Partido dos Trabalhadores. A Juventude Revolução do PT participou desse processo em dezenas de chapas do Diálogo e Ação Petista (DAP), envolvendo centenas de jovens em todo o Brasil. “o nosso papel como juventude é mobilizar e discutir as propostas que serão levadas ao congresso.” mILITANTE DA JUVENTUDE REVOLUÇÃO DO PT, NO ESPÍRITO SANTO. Em todas essas chapas, junto com o DAP, estamos defendendo a autonomia da JPT, necessária para que o PT consiga organizar a resistência que se expressa nos jovens. Por isso, defendemos nesse PED ampliar a resistência pelo fim do governo de Bolsonaro, lutando contra a reforma da previdência, o desemprego e em defesa da educação pública e gratuita. Também defendemos a anulação dos julgamentos de Lula, combatendo por um governo encabeçado pelo PT, com Lula Livre para revogar as medidas de Temer e Bolsonaro. Nessa plataforma, defendemos a reforma radical do Estado, através de uma Assembleia Constituinte Soberana que mude as instituições golpistas. Em 2020, o PT deve ter candidaturas próprias nos municípios, onde possível, e com alianças programáticas numa frente antiimperialista com partidos como PC do B e setores populares do PSB, PDT e outros. É necessário fazer o balanço da conciliação dos 13 anos, que impediu o avanço nas medidas em defesa da juventude e do povo trabalhador. Com essa política, é hora de se jogar na campanha com toda a disposição, realizando a mais ampla discussão com o máximo de jovens petistas filiados! Listar os filiados nos locais, ir de casa em casa, conversar com amigos, vizinhos nos bairros e ruas! Sabemos que as regras do PED não nos favorece. Mais que isso: prejudicam o PT, pois é praticamente inexistente a discussão política com os filiados, que são chamados a votar no dia 08.09. Não concordamos com essas regras, mas as respeitamos e entramos no jogo pra ampliar ao máximo a discussão com cada petista. Como disse o jovem Werlis Mota na Bahia: “O Brasil precisa ser organizado! E dentre todos os caminhos possíveis, o PT foi o que mais atendeu a minha necessidade de luta. Sou jovem, gay, interiorano e negro! O PT abraçou todas as minhas causas e agora é minha vez de abraçar o partido como causa maior”. Nessa disposição, a JR do PT inicia a campanha do PED! Mãos à obra! Venha conosco! Rodrigo Lantyer, membro do Conselho Nacional da JR do PT.

Carta aos jovens petistas é entregue para a presidenta do PT no 57º CONUNE

Carta aos jovens petistas é entregue para a presidenta do PT no 57º CONUNE

A Juventude Revolução do PT chegou forte no ato Lula Livre do 57º CONUNE. Centenas de jovens participaram do “ato em defesa da democracia e da liberdade de Lula”. Preso político há mais de 1 ano. A farsa da operação lava jato não mais se sustenta. Sérgio Moro pau mandado, prendeu o Lula pra eleger o Bolsonaro! A JR não para! Durante o ato, a JR do PT aproveitou para apresentar a presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, nossa contribuição para o 7º Congresso do PT. A Carta aos Jovens Petistas traz como central a construção de uma juventude do PT autônoma. Uma JPT que organize a luta pelos interesses da maioria oprimida dos jovens brasileiros. É o que precisamos nesse momento decisivo do país.  Não dá pra vacilar! O PT está vivo. Os jovens encontram no PT o ponto de resistência contra os ataques. Não podemos vacilar! Seguimos o combate aqui no Congresso da UNE. Para barrar a reforma da previdência. Contra os cortes. Na defesa dos direitos, da democracia e da liberdade de Lula. “É hora da JPT se lançar na luta sem tréguas para massificar a campanha Lula Livre em cada canto desse país”.

Bahia: JR do PT em defesa dos direitos e de Lula Livre!

Bahia: JR do PT em defesa dos direitos e de Lula Livre!

No dia 12 de dezembro, reuniram-se na cidade de Vitória da Conquista (BA), jovens estudantes a fim de discutir a luta em defesa da educação e dos direitos. O núcleo municipal da Juventude Revolução do PT foi o organizador do encontro realizado na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Fizemos também uma colagem de cartazes por todo campus da UESB em Conquista, marcando a Jornada Nacional pela Liberdade de Lula, convocada pelo PT, CUT e movimentos sociais. Mesmo com a vitória dos estudantes, após o arquivamento, no Congresso Nacional, do projeto Escola sem Partido (PL 7180), destacamos a importância de nos mantermos na luta em defesa da educação, que com a posse do presidente golpista Jair Bolsonaro, deve sofrer novos ataques como a mudança das bases nacionais curriculares, o ensino a distancia, e a própria retomada do projeto Escola sem Partido, ambas de interesse já demonstrado pelo presidente eleito. Também reafirmamos a importância da luta da juventude contra a reforma da previdência. O militante da JR, Alexandre, afirmou: “a juventude tem o papel fundamental na luta contra o modelo de previdência proposto por Temer e Bolsonaro, pois se aprovado, o jovem que antes trabalhava de 30 á 35 anos para se aposentar, terá que trabalhar 50 anos, dos 18 aos 68 anos, isso se trabalhasse de forma ininterrupta, difícil em um país que sofre com níveis altíssimos de desemprego.” A Juventude Revolução do PT estará junto às entidades estudantis mobilizando-se contra a retirada dos direitos promovida pelo governo Temer, representada também pelo presidente eleito, Bolsonaro. Traçamos no reunião propostas de conscientização e formação dos jovens. Já no inicio do próximo ano, palestras, filmes e cursos sobre o obscurantismo na educação e também previdência serão desenvolvidos em escolas e universidades. Também faremos o curso de verão da JR em janeiro, pois é tempo de organizar a resistência! Seguiremos na luta pelos nossos direitos e por Lula livre! Marcello Freitas, militante da Juventude Revolução  do PT em Vitoria da Conquista (BA)