Em Arapiraca, JR realiza debate contra a reforma da previdência

Em Arapiraca, JR realiza debate contra a reforma da previdência

Na última quinta feira, dia 30 de março, o núcleo de Arapiraca da Juventude Revolução realizou debate no Campus da UFAL Arapiraca sobre os efeitos da contrarreforma da previdência para a juventude e classe trabalhadora. A atividade contou com a participação de dezenas de estudantes que ficaram concentrados no pátio da universidade acompanhando atentamente a discussão realizada pelo Professor de História da UNEAL e dirigente da CUT-AL Luiz Gomes.

A greve internacional de mulheres e as armadilhas do capitalismo para segmentar a luta dos trabalhadores e das trabalhadoras.

A greve internacional de mulheres e as armadilhas do capitalismo para segmentar a luta dos trabalhadores e das trabalhadoras.

Está sendo chamado para o dia 08 de março (dia Internacional da Mulher) pelo movimento Ni Una a Menos (um coletivo argentino que organizou marchas de protesto contra a violência de gênero em várias cidades da Argentina, Chile e Uruguai em 2015), uma greve internacional de mulheres para protestar contra o “feminicídio, exploração no trabalho/econômica e a desumanização e desierarquização das mulheres”. O movimento está previsto para acontecer em mais de 40 países e aqui no Brasil tem como sua propagandista Luciana Genro (PSOL). Sim, a mesma que declara aos quatro cantos do Brasil que a operação Lava Jato precisa continuar e punir todos os corruptos (quando sabemos que esta não tem e nunca teve a intenção de punir corruptos, e sim destruir as organizações da juventude e da classe trabalhadora, um instrumento de caráter seletivo e ideológico a serviço do judiciário golpista) e que também não houve golpe (mesmo quando a reforma da previdência está batendo à porta para tirar os direitos dos trabalhadores e principalmente das mulheres trabalhadoras as quais parece que foram esquecidas por Luciana Genro).

Em Florianópolis pacote de maldades também ataca a juventude!

Em Florianópolis pacote de maldades também ataca a juventude!

Um pacote de inicialmente 40 Projetos de Lei, que mexe com toda a cidade, começou a ser discutido já nas primeiras semanas do ano em Florianópolis. Esse pacote passa por diferentes assuntos, desde reforma administrativa até licitações de obras e saneamento básico, mas isso não impediu que a prefeitura impusesse uma votação em regime de urgência. Uma “super comissão” foi formada às pressas, onde os vereadores tiveram apenas 3 dias para analisar todo o conteúdo!