Alessando Dantas

No dia 7 de novembro, a comissão especial formada por parlamentares de reuniu para votar o projeto de lei Escola sem Partido. A seção contou com a participação da UNE, da UBES e do SINPRO-DF.

A Juventude Revolução do PT compareceu e ajudou na agitação de palavras de ordem contra o projeto que é um verdadeiro ataque à educação, como consta em nosso boletim, ele “fere o direito dos estudantes de terem livre acesso ao conhecimento científico”.

Também se fizeram presentes provocadores que apoiam o projeto, que diziam ter como objetivo “arrancar os esquerdistas da universidade no soco”. Tumultuaram tentando impedir as entidades do movimento educacional fazerem valer sua voz mas não foram eficazes. A seção foi suspensa. É uma vitória dos estudantes.

Agora precisamos seguir nos organizando cada vez mais para barrar esse ataque. Precisamos levar esse debate para dentro das escolas e mobilizar os estudantes para resistir a esse projeto que visa amordaçar os professores e rebaixar a qualidade do ensino.

A JR seguirá jogando esse papel ao lado das entidades estudantis até que o PL seja enfim arquivado e nossos direitos assegurados. Vem com a gente nessa luta!

Analú Guimarães, coordenadora da JR UnB

VITÓRIA DOS ESTUDANTES, VITORIA DA EDUCAÇÃO: Projeto de Lei da mordaça é adiado mais uma vez no congresso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *