Estudantes de biologia decidem: queremos eleições!

Os militantes da JRdoPT, do núcleo UFF em Niterói, encamparam uma batalha no curso de biologia, em defesa das eleições no DALA (diretório acadêmico do curso). Após semanas de reuniões com os estudantes de biologia, que relataram diversos problemas que viviam e viam no curso, os próprios estudantes chegaram à conclusão da necessidade de reorganização do movimento estudantil para garantir com que suas reivindicações fossem atendidas. Essa necessidade parte da compreensão dos estudantes dos problemas concretos que estão vivendo no curso. Há mais de um ano o DALA era organizado sob a forma de autogestão. Esse modelo, que não foi escolhido pelos estudantes, tornou-se o modo de organização do D.A, através de grupos anarquistas e militantes do PCB. Os argumentos são os mais diversos e se escondem atrás de uma “defesa” de um modelo mais “democrático” para o curso. Porém, o que os estudantes sentem na pele é exatamente o contrário. Como não votam em chapas e não decidem quem vai representá-los, os estudantes ficam desarmados para o combate, sem saber de quem cobrar a responsabilidade de defender seus interesses. É contra essa confusão, gerada por esse modo de organização, que a JRdoPT se mobilizou no curso ao lado dos estudantes.

Os problemas concretos pavimentaram o caminho.

Além do combate contra a falácia de “democracia” do modelo no qual funcionava o D.A, a discussão tratada com os estudantes era em cima dos problemas, como o dos laboratórios sem aparelho decentes, situações de assédio e abuso de professores para com estudantes, os problemas do modelo on-line que exclui diversos estudantes, já que a universidade não garantiu o mínimo para o acesso de qualidade, além, claro, da discussão da própria retomada das aulas presenciais, onde hoje o Reitor da UFF defende a volta do ensino presencial mas sem apresentar quais medidas de segurança que serão tomadas.

A JRdoPT defende que todo  estudante tem que estar na escola, na universidade, tendo aula. O retorno às aulas presenciais é fundamental para a defesa da educação e para que tenhamos educação de qualidade e não essa educação fake que nos é ofertada no modelo online. Mas não dá para voltar de qualquer maneira! Exatamente para isso, temos que reorganizar o movimento estudantil e retomar as entidades estudantis, fundamentais para que possamos exigir medidas de segurança que nos permitam estudar sem nos infectar.

Assembleia aprovou eleição

Foi com esse espírito de combate que os militantes da Juventude Revolução do PT passaram em diversas salas de aula, convocando todos os estudantes de biologia a discutir o que estava em jogo, não só com o curso, mas também, com o que representava esse governo Bolsonaro sobre a educação. Foram feitas várias reuniões que permitiram com que a JRdoPT, apoiada na reivindicação dos estudantes, vencesse a assembleia no último dia 13 de agosto, aprovando eleições no D.A com inscrição de chapas e tudo mais. Derrotar a ilusão da autogestão foi um primeiro passo, que permitiu a JRdoPT começar um agrupamento maior dentro da universidade e do curso. Mas a batalha ainda não acabou! É preciso garantir com que a vontade dos estudantes seja respeitada e, de fato, aconteça eleições livres para que os estudantes possam decidir quem deve representá-los.

Na linha de preparação da Plenária Nacional da Juventude Revolução do PT, que acontecerá dia 11 de setembro, é que continuaremos a discussão com os estudantes. É preciso combater pelas eleições, ao mesmo tempo que combatemos este governo genocida de Bolsonaro. É com esse espírito que organizaremos os estudantes para a luta em defesa da educação e para derrubar Bolsonaro e seus generais.


Jeffei – militante da JRdoPT-Rj

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, digite seu nome