Vereador de Juiz de Fora – MG defende guarda municipal para reprimir manifestantes

Vereador de Juiz de Fora – MG defende guarda municipal para reprimir manifestantes

Depois da cidade de Juiz de Fora ver os estudantes e trabalhadores enchendo as ruas com manifestações em defesa da educação e em defesa da aposentadoria, o Vereador Fiorilo , do PTC, quer dar um jeito e, na prática, impedir na marra que as próximas manifestações sejam bem sucedidas. De que maneira? Aumentando a repressão para amedrontar os manifestantes. E isso é feito quando o governador Zema defende a privatização da CEMIG e a “”””reforma”””” da previdência no nosso Estado. Não é coincidência. É uma tentativa de facilitar a destruição de nossos direitos! Não aceitaremos calados!! Juventude Revolução do PT em Juiz de Fora – MG

“NÃO ABRIMOS MÃO DE LULA LIVRE”

“NÃO ABRIMOS MÃO DE LULA LIVRE”

No último final de semana, entre 9/08 e 11/08, aconteceu em São Paulo a posse da nova diretoria da União Nacional dos Estudantes – UNE, eleita no congresso da entidade em Julho deste ano. Esse congresso aprovou a “carta de Brasília” que convocou os estudantes a irem às ruas por educação, emprego e aposentadoria. Na resolução de conjuntura, afirmou que Lula é preso político e deve ser libertado imediatamente. Mas a primeira reunião da diretoria da UNE aprovou uma “carta de São Paulo” que não diz Lula Livre e diz que a UNE vai apresentar um projeto de educação que segundo o presidente Iago Montalvão vai concorrer com o Future-se no congresso nacional. Ou seja, uma resolução insuficiente após um congresso com mais de 5 mil delegados. 

JRdoPT impulsiona construção de grêmios estudantis no RS

JRdoPT impulsiona construção de grêmios estudantis no RS

A JRdoPT da região do Vale dos Sinos, no Rio Grande do Sul, está impulsionando a construção de grêmios estudantis nas escolas da região. Os militantes da JR estiveram promovendo reuniões na Escola Técnica Estadual Visconde de São Leopoldo (Agrícola) e na Escola Técnica Estadual Portão (ETEP) em Portão nas últimas semanas dialogando com a juventude sobre a Lei do Grêmio Livre e a importância de se construir grêmios estudantis para ajudar a organizar a resistência frente aos terríveis ataques à educação pública do governo Bolsonaro e de Eduardo Leite (PSDB), governador do RS.

Após o dia 13 de agosto, a luta continua!

Após o dia 13 de agosto, a luta continua!

A JRdoPT esteve presente nas mobilizações no dia 13 de agosto “Em defesa da educação, emprego e aposentadoria” chamado pela UNE. Por todo o país milhares de estudantes saíram às ruas contra os cortes na educação, ao “future-se” e também contra a reforma da previdência aprovada na câmara dos deputados que junto com o governo federal retira o direito do povo. Mobilização Os núcleos da JRdoPT ajudaram na mobilização para os atos de rua por todo país. Por exemplo, em Juiz de Fora – MG, na UFJF, ajudamos no “roletaço” no restaurante universitário – RU no dia 06 de agosto. Participaram não apenas os estudantes representados pelo DCE, mas, também, os técnicos administrativos da universidade organizados no Sintufejuf. Na UnB, no campus Darcy Ribeiro e da Ceilândia foram organizadas passagens em salas e colagem de cartazes. No Rio Grande do Sul, ajudamos a aprovar posição contra o Future-se, na Unisinos no CAED, DAFil, DAMAQ, DALCEH e na Universidade Federal de Pelotas (UFPel) no CAFF e DAANT. Nas ruas Agitando palavras de ordem como “O Bolsonaro fica ligado que vai cair o teu governo autoritário”, “Oh Bolsonaro vou te falar: Não ao Future-se que vai privatizar” e “Do meu direito não abro, da previdência, saúde e educação” lado a lado com milhares de estudantes e trabalhadores a JRdoPT marcou presença. Lula Livre Em Brasília, uma das mulheres representantes da 1ª Marcha das Mulheres Indígenas que se somaram ao ato da educação disse “nós estamos do lado de quem nos apoiou, quem nos apoiou foi Lula e nós vamos tirar ele da prisão”. O “Lula Livre” esteve presente nas manifestações. A luta pela liberdade de Lula é, também, o enfrentamento à essas instituições apodrecidas que retiram nossos direitos. Queremos Lula é nas ruas junto do povo! Nenhuma ilusão nas instituições apodrecidas. Precisamos intensificar as mobilizações para garantir sua liberdade, destruir a reforma da previdência, reverter os cortes na educação e pôr fim no governo autoritário de Bolsonaro. A luta continua: contra os cortes, future-se e à reforma da previdência! Bolsonaro cortou 926 milhões da educação para tornar em recurso para emendas parlamentares que foram destinados à comprar os votos de deputados federais que fossem favoráveis à reforma da previdência. O que o governo quer é destruir a nossa previdência social e, para bancar, corta da educação. Universidades sem dinheiro, com risco de fechar as portas o MEC propõe um projeto que o futuro é na verdade privatizar o ensino superior público. Portanto, todos juntos para os conselhos universitários não aderirem ao Future–se. Esse é o único caminho para barrar. Não se pode cair nessa armadilha de apresentar um projeto alternativo ao congresso nacional, como sinalizou a diretoria da UNE. Não passaria lá com a maioria ultrarreacionária e comprometida com a destruição dos nossos direitos. Só legitimaria a proposta do governo. Temos que nos juntar com aqueles que querem defender os direitos. É possível barrar os ataques à educação e a previdência com força do povo na rua e ajudar dar um fim

Banquinha de abaixo-assinado em Juiz de Fora

Banquinha de abaixo-assinado em Juiz de Fora

A JRdoPT de Juiz de Fora esteve na Praça da Estação com abaixo-assinado contra reforma da Previdencia e outro ab-ass por Lula Livre. Esta mobiliação tem também a presença do Dialogo e Ação Petista (DAP), PT, Frente Brasil Popular, mandato deputado Betão. A atividade serve muito bem para conversar sobre o desmonte da previdencia e convocou para o 3º dia nacional de mobilização em defesa da educação e aposentadoria. E a recepção tem sido muito boa, muito melhor que a do inicio do ano, quando os movimentos ainda não tinham se debruçado tanto em revelar os ataques que esta proposta traz. E com isso percebemos que as pessoas contra a reforma tem aumentado. E a adesão ao Lula Livre também só aumentou! Leonardo Ladeira – militante da Juventude Revolução do PT/JF – MG.

Em SP, jovens secundaristas mobilizam-se pro dia 13/08

Em SP, jovens secundaristas mobilizam-se pro dia 13/08

A JR do PT organizou uma panfletagem com jovens secundaristas da Escola Municipal de Ensino Fundamental Conde Pereira Carneiro que fica na Zona Sul de São Paulo. Os militantes da JR do PT realizaram no começo da semana uma panfletagem na escola convidado os alunos e amigos para participar de uma reunião de preparação para o dia 13 de agosto, dia em que a Confederação Nacional dos trabalhadores da Educação (CNTE) convoca um dia nacional de luta em defesa da educação.

TODOS AO 13 DE AGOSTO: Não aos cortes e à reforma da previdência! Nenhuma adesão ao “Future-se”

TODOS AO 13 DE AGOSTO: Não aos cortes e à reforma da previdência! Nenhuma adesão ao “Future-se”

No dia 31 de julho o governo cortou mais R$348 milhões da educação para precarizar o ensino público. O governo apresenta como uma saída orçamentária para a crise, a qual ele mesmo aprofunda, o projeto FUTURE-SE que propõe “autonomia financeira” para as universidades públicas. Significa que as empresas poderão introduzir dinheiro nos fundos patrimoniais da universidade. Nós sabemos bem que quem paga a banda, escolhe a música! É a ameaça à liberdade de produção do conhecimento já que a empresa tende a não investir onde ela não vá ter retorno lucrativo. É a destruição da produção de conhecimento para soberania nacional, é a destruição da educação pública e gratuita. Não tem nada de futuro. Queremos financiamento público pra educação pública! Ao mesmo tempo, no Congresso Nacional já foi aprovada em 1º turno a PEC 6/2019 da Reforma da Previdência que fará com que a previdência pública e solidária deixe de ser um direito constitucional como garantia para o povo brasileiro. A juventude já deu o recado nos dias 15 e 30 de maio. Em julho, durante o 57º Congresso da UNE, milhares de estudantes ocuparam as ruas de Brasília junto com trabalhadores para dizer que não vamos aceitar a destruição do nosso futuro. É responsabilidade das entidades estudantis como, a UNE, UBES e ANPG mobilizarem suas bases para engrossar o caldo nas ruas. É possível barrar os ataques à educação e a reforma da previdência. É a força do povo na rua que poderá defender os nossos direitos! É por isso que voltaremos às ruas no dia 13 de agosto, Dia Nacional de Mobilização em defesa da Educação e da Aposentadoria. É hora da juventude do PT jogar toda sua força nas ruas. Junte-se a Juventude Revolução do PT na mobilização para esta data, vamos organizar assembleias nos cursos, debates, colagem de cartazes, panfletagens, confecção de faixas que ajude a levar, mais uma vez, milhares de estudantes para as ruas do nosso país e barrar o retrocesso! BAIXE AQUI NOSSOS MATERIAIS 👇 Loading…

JRdoPT realiza plenária municipal em Juiz de Fora

JRdoPT realiza plenária municipal em Juiz de Fora

No dia 24 de Julho foi realizado uma plenária municipal da JRdoPT em Juiz de Fora para poder discutir sobre o 7º Congresso do PT, o Congresso da UNE e os próximos passos para a luta. Contou com a presença de 12 jovens, alguns dos quais recém filiados ao PT que nunca tinham participado de espaços de discussão no partido e viram nesta atividade um espaço para se integrar de fato no Partido dos Trabalhadores.  Na discussão sobre o 7º Congresso apresentamos a chapa que estamos compondo, desde que participamos do Comitê Nacional do Dialogo e Ação Petista e integramos dois pontos ao programa da chapa, que são a) a autonomia da JPT e b) a necessidade de uma secretária da questão negra, algo mais amplo que uma secretaria de combate ao racismo. A discussão serviu para nos preparar para as próximas batalhas internas no PT e as etapas municipal e estadual do Congresso.  Apesar de algumas pessoas terem de sair antes por conta do horário, saímos todos da plenária com disposição para lutar no dia 13 de Agosto, dia chamado também pela UNE como terceiro dia nacional em defesa da educação e da aposentadoria, mas antes disso discutiremos com a população juizforana com abaixo-assinado contra reforma da previdência e também ab-ass. por Lula Livre.  Uma das pessoas que esteve pela primeira vez na plenária propôs que levássemos o abaixo-assinado para o bairro da Zona Leste, Parque Burnier, onde ele mora, para que não fiquemos apenas no centro, e Ruan, petista recém-filiado, sugeriu que façamos na praça da Estação as 18h, horário que, assim como ele, outras pessoas estarão saindo do trabalho e poderão pegar um panfleto e assinar por esta causa.

Nota de Repúdio: Inauguração do aeroporto em Vitória da Conquista – BA

Nota de Repúdio: Inauguração do aeroporto em Vitória da Conquista – BA

A Juventude Revolução do PT de Vitória da Conquista não estará presente na inauguração sem povo do Aeroporto Glauber Rocha. Bolsonaro e sua comitiva, além do prefeito Herzem Gusmão, estarão nesta terça-feira, 23/08, reunidos para a inauguração do novo aeroporto da cidade. A JR do PT, assim como todas as outras forças populares e a população de Vitória da Conquista, está sendo privada de participar do evento. Jair Bolsonaro e Herzem Gusmão representam e fazem o que há de mais atrasado na política brasileira. Ambos se utilizam de uma obra pública, que sequer ajudaram a construir, para fazer palanque e alavancar suas imagens. Enquanto isso, nós, brasileiros e brasileiras, sofremos com as ofensivas desse governo aos nossos direitos. A juventude se depara com uma política de depredação do ensino, com os cortes de verbas na educação e o projeto “future-se” que abre o caminho da universidade para as privatizações. E, junto com o povo trabalhador, vamos amargurando o avanço da “deforma da previdência”, e a manutenção da prisão do presidente Lula, mesmo com os recentes vazamentos do Intercept e as evidências da sua inocência. Vejam que as instituições públicas que desviam os seus reais deveres corroboram com esses ataques. Ao mesmo tempo, em Vitória da Conquista, enquanto o prefeito inaugura aeroporto em busca de status, o cidadão pena com a situação do transporte público que, devido à ingerência do governo Herzem, vem se tornando cada vez mais precário e deixando, em especial, as periferias cada vez mais desassistidas. Ao analisar o perfil dos que querem apadrinhar o aeroporto, fica claro o porquê da cerimônia ser de portas fechadas para a população. A face desse governo é anti popular. Bolsonaro tem medo de povo e não é bem vindo no nordeste, ou “Paraíba”, como disse. Rui Costa, em nome da “democracia” e da “institucionalidade”, fez o convite ao presidente que está ao lado dos golpistas na retirada dos nossos direitos. E como era de se esperar, Bolsonaro, junto com o prefeito, transformaram a cerimônia em um evento político partidário, excluindo o povo e delimitando a maior parte das cadeiras aos seus apoiadores. Rui Costa, dessa vez acertadamente, cancelou a participação na inauguração junto com a comitiva do presidente, e optou por uma inauguração popular no dia 01/08 Fica evidente a nossa força diante desse governo. E, sabemos, é possível vencê-lo! Não estaremos na inauguração do novo aeroporto de Vitória da Conquista ao lado do Bolsonaro e dos golpistas. Estaremos nas ruas, juntos, jovens e trabalhadores, para seguirmos na luta contra esses governos anti populares que constroem o Brasil para si e para os seus, e não para o povo brasileiro! Vitória da conquista, 23 de julho de 2019

FUTURE-SE: Bolsonaro quer privatizar a universidade. Não vamos deixar!

FUTURE-SE: Bolsonaro quer privatizar a universidade. Não vamos deixar!

Mal passado o 57º congresso da UNE que decidiu continuar as mobilizações contra os cortes na educação, o MEC de Bolsonaro lança um programa que visa destruir o financiamento público da educação publica e a autonomia universitária. O projeto FUTURE-SE vem como uma roupagem moderna de autonomia financeira para as instituições de ensino mas na verdade é uma grande armadilha para os estudantes. O projeto busca introduzir dinheiro de empresas captados através dos fundos patrimoniais na universidade. Sabemos que empresa não faz doação, faz investimento. Portanto essa abertura é uma verdadeira ameaça à liberdade de produção do conhecimento já que a empresa tende a não investir onde ela não vá ter retorno lucrativo. Além disso as universidades deixam de ser autarquias, o que impacta diretamente no regime de contratação dos profissionais, inclusive professores. Significa a substituição dos concursos públicos por formas de contrato precarizado, sobretudo depois da aprovação da reforma trabalhista. O projeto também permite que setores da universidade sejam dirigidos pelas Organizações Sociais, ou seja, empresas passariam a controlar parte das universidade, como aconteceu com os hospitais. Por mais que o governo tenha negado o ímpeto de cobrança de mensalidades, com essa nova estrutura de financiamento e gestão nada impede que em seguida as cobranças comecem a acontecer gradativamente. O governo alega que a adesão ao programa será voluntária, mas com a continuidade da EC 95 e dos cortes na educação não restaria outra alternativa às instituições de ensino. Também vale lembrar que Bolsonaro vem ferindo a autonomia universitária e escolhendo a dedo os novos reitores, que como aliados seus não terão dúvida em adotar o projeto. Não tem nada de futuro. Queremos financiamento público pra educação pública! O governo argumenta que precisa economizar pra fechar as contas. Sabemos que ele tira dinheiro dos serviços públicos pra alimentar a especulação financeira dos bancos. É o mesmo argumento da PEC 06 da previdência que seguimos combatendo a todo custo. Exigimos a reversão dos cortes na educação. Somos contra a tentativa de substituir o financiamento público pelo dinheiro das empresas que querem controlar nossa produção científica. Queremos mais bolsas de pesquisa e mais verbas pro plano de assistência estudantil pro estudante poder formar. Queremos a autonomia assegurada pela lei pra escolher nossos reitores. Bolsonaro é inimigo dos direitos da juventude. Por isso estaremos nas ruas com a UNE e entidades da educação no dia 13 de agosto defendendo a educação, o emprego e a aposentadoria. Não vamos sossegar até ver o fim desse governo e nossos direitos assegurados. A resistência já começou! Na Universidade Federal da Paraíba, a reitoria convocou uma Assembleia Universitária para discutir o “Future-se”. Milhares de estudantes e demais setores da comunidade acadêmica compareceram ao local com disposição para barrar a implementação desse projeto. Volta às aulas deve esquentar a preparação do dia 13 de agosto! O 57º Congresso da UNE aderiu à convocação de para o dia 13 de agosto “EM DEFESA DA EDUCAÇÃO, DO EMPREGO E DA APOSENTADORIA”  convidamos você a vir com a gente nessa