Redução não é a solução!

Redução não é a solução!

  No dia 27 de setembro , a Juventude Revolução esteve presente no Senado, aonde seria votada na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 33/2012. O texto de autoria do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) abriria a possibilidade de julgamento de adolescentes entre 16 e 18 anos pelo Código Penal, e não pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. A votação em questão foi adiada atendendo ao requerimento da Senadora Gleisi Hoffman (PT).

Eleição sem Lula é Fraude! Lula presidente com constituinte pra mudar!

Eleição sem Lula é Fraude! Lula presidente com constituinte pra mudar!

  A situação política nacional é marcada por uma insatisfação generalizada. O povo não tolera mais as instituições apodrecidas. As pesquisas indicam altos índices de rejeição, inclusive no Judiciário. São essas instituições golpistas que atacam a juventude por todos os lados. Com os cortes no investimento em educação, os estudantes sofrem com a retirada de bolsas de assistência estudantil, redução de alimentos nos restaurantes universitários, falta de reforma nas casas estudantis! E isso tudo será agravado pelo teto de gastos, que congelou o orçamento por 20 anos! Os estudantes das escolas públicas também sofrem com os ataques dos golpistas. João Dória (PSDB) restringiu o direito do passe livre estudantil em São Paulo e cortou o orçamento da educação, limitando a merenda! Em uma escola da Zona Norte, os estudantes foram marcados a caneta para não comer mais de uma vez! Um verdadeiro absurdo! Eleição sem Lula é fraude! Essa rejeição indica a descrença do povo. Ao mesmo tempo, na via da resistência cada vez mais amplas parcelas do povo se agarram à única saída possível: Lula presidente! Foi o que mostrou o resultado da caravana de Lula pelo Nordeste. Milhares de jovens estiveram presentes na caravana para declarar seu apoio ao ex-presidente. Foi a expressão prática do que dizem as pesquisas: 40% da juventude quer Lula presidente de novo. Por isso, um dia após o fim da caravana, Rodrigo Janot, Procurador-Geral da República, em menos de 24 horas, apresentou duas denúncias contra Lula, Dilma e outros petistas. E isso veio junto com o depoimento, sem provas, de Antônio Palocci. Se trata de uma perseguição jurídica para impedir a candidatura de Lula, o favorito nas pesquisas, que se coloca contra as medidas adotadas pelos golpistas. Fruto da resistência da juventude e da classe trabalhadora e da crise entre os golpistas, representantes da burguesia como Renan e Otto foram à caravana, defender publicamente o direito de Lula se candidatar. Quanto mais amplo for a defesa do direito de Lula ser candidato melhor, mas uma eventual candidatura de Lula não deve se aliar aos golpistas e velhos oligarcas do país. É preciso eleger Lula com uma Constituinte. Foi o que expressou a Juventude Revolução, quando esteve presente em algumas cidades onde Lula passou. “Para defender a educação pública, Lula com Constituinte!”, era o que dizia um faixa da JR em Quixadá (CE). Sim, por que com esse Congresso é impossível governar para atender as reivindicações da juventude e do povo trabalhador. Uma constituinte soberana SEM senado, com financiamento público EXCLUSIVO, e o voto em lista com um eleitor um voto (ao contrário do que acontece hoje, já que o critério de representação minima e máxima distorce o voto em cada estado). Esse é o caminho para defender a educação pública, revogar as medidas dos golpistas e abrir caminho às reivindicações do povo. A JR está nessa luta, preparando sua Plenária Nacional (21 e 22 de outubro) que reunirá dezenas de militantes para discutir essa situação e manter o combate pelos direitos dos jovens.

Vereadores tentam anular regulamentação de terras indígenas em Palhoça – SC

Vereadores tentam anular regulamentação de terras indígenas em Palhoça – SC

A Câmara de Vereadores de Palhoça-SC promoveu uma audiência Pública na noite de segunda-feira, 14 de agosto, para discutir a Demarcação das Terras Indígenas do Morro dos Cavalos, de Maciambu e da Enseada de Brito. Estiveram presentes na audiência os parlamentares e os moradores da Enseada do Brito, mas não houve nenhum chamado às lideranças indígenas Guarani das terras em questão.

Em defesa de Lula!

Em defesa de Lula!

O juizeco, Sérgio Moro condenou o ex-presidente Lula por 9 anos e 6 meses no caso do triplex, o prosseguimento da caça ao PT iniciada com a ação penal 470 (o mensalão), que tenta atingir todos os instrumentos de luta da classe trabalhadora e da juventude. É o estado de exceção que avança, comandado pelo mesmo Judiciário que deu o golpe. Moro criou seu próprio código penal e dispensa provas, quando quer atingir o seu principal alvo, Lula. Um teatro mal encenado para acontecer um dia após a votação da reforma trabalhista. Nós, da Juventude Revolução, somos incondicionais na defesa de Lula e das organizações dos trabalhadores e da juventude. Hoje, esta defesa está atrelada na defesa do único candidato capaz de anular as medidas dos golpistas através de uma Constituinte soberana que passe a limpo todas as instituições apodrecidas (inclusive o judiciário capitão do golpe) e faça as reformas populares que atendam aos anseios da juventude e da classe trabalhadora. Em defesa de Lula! Não ao estado de exceção! Fora Temer! Diretas Já! Lula com Constituinte! Conselho Nacional da Juventude Revolução

55º Congresso da UNE aprova Fora Temer, Diretas Já E CONSTITUINTE!

55º Congresso da UNE aprova Fora Temer, Diretas Já E CONSTITUINTE!

O 55º Congresso da UNE reuniu cerca de 5 mil delegados e mais de 10 mil estudantes em Belo Horizonte para discutir o rumo do movimento estudantil para os próximos dois anos. Numa situação em que a juventude vê seu futuro ameaçado como na redução do FIES, cortes de verbas, ameaças de cobrança nas mensalidades em universidades públicas, aumento das mensalidades nas privadas, limite de gastos e as reformas trabalhista e da previdência esse congresso foi de máxima importância! Nossos desafios são grandiosos, e, portanto, precisamos de unidade para superar. O exemplo da unidade entre as centrais sindicais que construíram a histórica greve geral do dia 28 de abril – que desestabiliza o golpista e faz adiar a votação dos projetos no Congresso Nacional – serve para a juventude.