JRdoPT faz abaixo-assinado Lula Livre e filiações ao PT

JRdoPT faz abaixo-assinado Lula Livre e filiações ao PT

O festival Lula Livre em Salvador reuniu cerca de 2 mil pessoas com show de vários artistas e bandas como Chico César, Ana Canhas, Márcia Short, Ilê Aiyê, Cortejo Afro e Nova Era. Aproveitando a ocasião a JR do PT fez uma banquinha de filiação ao partido dos trabalhadores, onde filiamos 14 pessoas e recolhemos inúmeras assinaturas para o abaixo-assinado pela liberdade de Lula. Foi mais uma atividade de mobilização que compõe a preparação do 7º Congresso do PT. Defender uma organização autônoma de juventude petista para estar a postos organizando os jovens filiados, lutando pelas reivindicações da juventude e pela liberdade do Lula. Matheus Mascarenhas, militante da Juventude Revolução do PT na Bahia.

JRdoPT defende chapa em debate no Espírito Santo

JRdoPT defende chapa em debate no Espírito Santo

No último sábado, 24 de agosto, a JRdoPT do ES esteve presente no debate das Chapas Estaduais, em Cachoeiro do Itapemirim (no sul do estado), para representar a chapa 440 – “Unidade em defesa do PT, dos Direitos e da Democracia! Lula Livre!”, que o DAP também compõe, com companheiros sindicalistas, lideranças de bairros, etc. Na oportunidade, o companheiro João Guilherme, representando a chapa estadual e também a JRdoPT e o DAP, expôs sobre a situação política do país, que vive sob um estado de exceção pelo menos desde 2016 e sobre a importância do PT, como a principal ferramenta para a classe trabalhadora e a juventude, que quer resistir. Para isso, a chapa apresenta os 7 pontos também defendidos pelo DAP (chapa nacional nº 210), além da defesa de uma JPT autônoma e de uma Secretaria Negra pro Partido. Situação no Espírito Santo Acrescenta-se a isso, no estado, a defesa de que o PT não entre no governo estadual de Renato Casagrande (PSB) que, dentre outras coisas, defende abertamente a Reforma da Previdência, se absteve no segundo turno das eleições presidências, aplica uma política neoliberal no Estado, contra o aumento do salário dos servidores públicos e ainda, ultimamente, tem determinado o fim do cargo dos trocadores de ônibus, o que irá acarretar em milhares de demissões na categoria! Infelizmente, há diversos setores dentro do partido no Estado que flertam nos bastidores ou que defendem a entrada do PT neste governo! As propostas tiveram imensa aceitação entre os militantes no debate, muitos deles, ao final, nos cumprimentaram e externaram suas concordâncias e se colocando para saber mais sobre as chapas, pegar os materiais e pedir contato. Dentre eles, alguns jovens, que também estavam presentes no local e quiseram saber mais e conhecer a Juventude Revolução do PT. É com a disposição do amplo diálogo que nos concentramos até o dia 08 de setembro em buscar cada vez mais filiados para apresentar a defesa da autonomia para juventude do PT e os 7 pontos do DAP e conquistar votos para a nossa chapa nacional – Diálogo e Ação Petista nº210. Vem com a JRdoPT nessa batalha! João Guilherme, militante da Juventude Revolução do PT no Espírito Santo.

32 CAs da UnB assinam moção “NÃO ADESÃO AO FUTURE-SE!”

32 CAs da UnB assinam moção “NÃO ADESÃO AO FUTURE-SE!”

A Juventude Revolução do PT no Distrito Federal no dia 22 de agosto participou do Conselho das Entidades de Base – CEB fomentando o debate entre os centros acadêmicos a necessidade de organizar a luta contra o projeto Future-se. Para o projeto passar a “valer” nas universidades é necessário que o conselho universitário de cada instituição federal de ensino superior pública vote a favor do projeto e, portanto, a implementação. Dessa maneira, a JRdoPT decidiu propor nacionalmente aos CAs, DAs, DCEs que usem o modelo de moção (em anexo) para se dirigir aos conselheiros e à reitoria que rejeitem o projeto proposto pelo MEC do governo Bolsonaro. Entre os presentes, 32 entidades de base assinaram a moção convencidos de que está evidente que a precarização da educação aprofundada com os cortes deste ano é um plano para entregar de bandeja para empresas a educação e destruir o caráter público, gratuito e de qualidade. Ao final da reunião, CAs de manifestaram interessados em levar a discussão para o conjunto dos estudantes do curso. Assim, vamos fortalecendo a luta, nos organizando nas universidades e lutando contra qualquer retrocesso, neste momento de traduz em nenhuma adesão ao future-se. Roselaine Vassalo, militante da Juventude Revolução do PT no Distrito Federal.

A JR DO PT SE SOLIDARIZA COM A LUTA DO SINDICATO DOS CORREIOS. É A LUTA EM DEFESA DA SOBERANIA NACIONAL!

A JR DO PT SE SOLIDARIZA COM A LUTA DO SINDICATO DOS CORREIOS. É A LUTA EM DEFESA DA SOBERANIA NACIONAL!

JUVENTUDE JUNTO COM TRABALHADOR! “Vão entrar na faca” Foi dessa forma que o ministro da Economia Paulo Guedes anunciou a intenção de privatizar 17 empresas estatais, entre elas os Correios. Vista como prioridade pelo governo Bolsonaro, a venda da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) significa a entrega de uma parceira estratégica do Brasil para os tubarões do mercado de logística. Trata-se de um verdadeiro atentado contra o patrimônio público brasileiro que, além de tudo, vai custar o emprego de quase 100 mil trabalhadores. Devemos lutar contra esse absurdo! Só com a mobilização dos trabalhadores será possível vencer essa batalha. O SINTECT-ES tem promovido atividades de mobilização de organização da categoria na luta de resistência e para aproximar a população do debate sobre os impactos reais das privatizações irresponsáveis desse governo. A Juventude Revolução do PT no Espirito Santo se solidariza com a luta dos companheiros e segue na luta em defesa das estatais e contra o pacote de desmonte dos serviços do governo Bolsonaro.

Em Lages-SC, a JRdoPT discute a defesa da Amazônia

Em Lages-SC, a JRdoPT discute a defesa da Amazônia

Nesse domingo (25 de agosto), aconteceu em Lages/SC um ato público em defesa da Amazônia e contra os ataques do governo Bolsonaro. O ato foi organizado por militantes da Juventude Revolução do PT, e teve a participação de dezenas de jovens. A JR aproveitou a roda de conversa para fazer sua apresentação aos jovens presentes e discutir o projeto do governo autoritário de Bolsonaro que destrói nossos direitos, nossos recursos naturais e nosso futuro. Bolsonaro, desde o início de seu mandato, tem executado medidas como a diminuição de fiscalizações ambientais, o fim do ministério do meio ambiente, além de ter demitido de forma autoritária o presidente do INPE, negando os dado sobre desmatamento. As queimadas da nossa Amazônia são de interesse do capital e da velha classe ruralista do país. A luta em defesa do meio ambiente, passa por acabar com o governo Bolsonaro, eleger um governo petista, para avançar nas reformas populares, em especial, na reforma agrária, através de uma Constituinte soberana, dando vez e voz ao povo! 📰 Leia também: 🔥 O significado do desmonte ambiental de Bolsonaro

O significado do desmonte ambiental de Bolsonaro

O significado do desmonte ambiental de Bolsonaro

Na segunda-feira, dia 19, as fotos de São Paulo coberta por um céu escuro às 3 da tarde causaram estranhamento. O céu estava escuro pois a temporada de queimadas que atinge a floresta amazônica foi tão forte que a fumaça escura e densa se alastrou até o sudeste.  Essas queimadas na amazônia – no Acre, Rondônia e Bolívia, mais especificamente –  já duram quase 20 dias, com a fumaça atingindo uma grande extensão territorial afetando moradores e destruindo o habitat de diversas espécies de fauna e flora. As queimadas já são cenas comuns no Brasil, a prática é considerada normal e abre espaço para pecuária e para o agronegócio que é financiado e comandado pelos donos de grandes terras, que inclusive compõem o Senado e a Câmara dos deputados; contudo, nos últimos meses o desmatamento e a exploração dos recursos ambientais se agravou, como mostra os dados publicados pelo INPE. Há pouco tempo o Instituto Nacional de Pesquisa Espacial divulgou que a taxa de desmatamento da Amazônia aumentou em 40% entre meados do ano passado e julho desse ano. Isso se deve as decisões que o novo governo está levando em relação ao meio ambiente e a agricultura, por exemplo: corte de 50% do Ibama para a construção do PrevFogo, um centro de prevenção a incêndios; corte de 5,4 mi do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade) para fiscalização e combate a incêndios; nomeação para ministra da agricultura a líder da bancada parlamentar ruralista, Tereza Cristina Dias, bancada com vários representantes acusados de assassinato, trabalho escravo e abuso de agrotóxicos; não demarcação de novas terras indígenas, que, de acordo com a FUNAI, as terras indígenas ajudam a frear o desmatamento, além de ser um direito conquistado da população indígena; etc. Bolsonaro abre espaço e dá permissão a multinacionais para a exploração de madeira, petróleo e minerais e tenta insistentemente a aprovação para a invasão e exploração das terras indígenas, incentivando situações como o massacre na aldeia indígena dos Waiãpi no Amapá. Isso tudo em 8 meses de governo! A inclinação de Bolsonaro à subserviência aos latifundiários e fanáticos, além da política alinhada com os interesses de multinacionais e bancos, leva o país ao abismo a que nos encaminhamos. O que esperar de um governo que tenta a todo custo vender a previdência do povo ao capital financeiro? O que esperar quando esse mesmo governo ceifa a maior floresta do mundo e a vida dos povos originários? O objetivo é vender os direitos dos trabalhadores e nossas riquezas naturais.  A Amazônia registra 56% dos conflitos de terra no Brasil, segundo a Comissão Pastoral da Terra, que envolve indígenas, garimpeiros, agricultores e sem terra, trazendo à tona a necessidade da reforma agrária para o desenvolvimento social, político e ambiental do país. Além disso, a exploração abusiva é nociva tanto ao bioma quanto ao mantimento do povo, o uso responsável garante a estabilidade da população e do ecossistema, contudo isso não é possível dentro de um sistema que sobrevive do abuso

A juventude quer viver! Fim ao genocídio da juventude negra!

A juventude quer viver! Fim ao genocídio da juventude negra!

Pesquisa recente do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) afirma que o desemprego atinge 12,3% dos brasileiros, número este, correspondente ao total de 13 milhões de desempregados no país. Segundo o mesmo IBGE, o número de subutilizados – aqueles que desistiram de procurar emprego – atingiu número recorde desde 2012. O aumento dos trabalhadores no mercado informal também apresentou crescimento recorde, no primeiro trimestre de 2018. Na juventude, o número de desempregados é mais alarmante, chegando a 40% da força de trabalho jovem no país. Tais números, que comprovam a piora das condições de vida, ligam-se ao resultado do aumento da violência e dos homicídios, principalmente, entre os jovens pobres e negros.

Vereador de Juiz de Fora – MG defende guarda municipal para reprimir manifestantes

Vereador de Juiz de Fora – MG defende guarda municipal para reprimir manifestantes

Depois da cidade de Juiz de Fora ver os estudantes e trabalhadores enchendo as ruas com manifestações em defesa da educação e em defesa da aposentadoria, o Vereador Fiorilo , do PTC, quer dar um jeito e, na prática, impedir na marra que as próximas manifestações sejam bem sucedidas. De que maneira? Aumentando a repressão para amedrontar os manifestantes. E isso é feito quando o governador Zema defende a privatização da CEMIG e a “”””reforma”””” da previdência no nosso Estado. Não é coincidência. É uma tentativa de facilitar a destruição de nossos direitos! Não aceitaremos calados!! Juventude Revolução do PT em Juiz de Fora – MG

“NÃO ABRIMOS MÃO DE LULA LIVRE”

“NÃO ABRIMOS MÃO DE LULA LIVRE”

No último final de semana, entre 9/08 e 11/08, aconteceu em São Paulo a posse da nova diretoria da União Nacional dos Estudantes – UNE, eleita no congresso da entidade em Julho deste ano. Esse congresso aprovou a “carta de Brasília” que convocou os estudantes a irem às ruas por educação, emprego e aposentadoria. Na resolução de conjuntura, afirmou que Lula é preso político e deve ser libertado imediatamente. Mas a primeira reunião da diretoria da UNE aprovou uma “carta de São Paulo” que não diz Lula Livre e diz que a UNE vai apresentar um projeto de educação que segundo o presidente Iago Montalvão vai concorrer com o Future-se no congresso nacional. Ou seja, uma resolução insuficiente após um congresso com mais de 5 mil delegados.