Desde o golpe em 2016, que roubou de nós, a presidenta que elegemos, o Brasil vem atravessando crises profundas e ataques aos trabalhadores e juventude. A reforma do ensino médio imposta pelo ilegítimo Temer ataca nosso acesso à uma educação de qualidade; o acesso às universidades federais se torna cada vez mais escasso aos mais pobres desse país; as condições de vida pioraram, assustadoramente, para os brasileiros; o genocídio da juventude negra e pobre continua crescendo cada dia mais – só no bairro Vale Verde, em Volta Redonda, em 15 dias foram 6 jovens mortos, Resende passa por ondas profundas de violência, nunca antes registrada na história da cidade, em Angra, o crime organizado vem tornando a cidade refém da violência tanto por policiais quanto dos próprios traficantes; o desemprego no Brasil chega à marcas absurdas, onde em Volta Redonda, por exemplo, milhares de jovens saem da cidade para tentar a vida em outros locais, em busca de melhores empregos e condições de vida. Os estaleiros no Rio foram destruídos, os serviços públicos vem sendo sucateados, a educação agoniza e a juventude se vê sem perspectiva nenhuma de futuro, principalmente em nosso estado.

É sob essa responsabilidade que uma candidatura do PT deve se debruçar, para ajudar a juventude a avançar a construir uma saída concreta para todos esses problemas. Esse combate começa pela candidatura de nosso companheiro Lula, único candidato no qual a juventude vê saída, e no âmbito estadual, a candidatura de nossa companheira Tiburi. Para nós, jovens, na questão estadual, inicia-se por combater o plano econômico do arrocho colocado pelo acordo TEMER-PEZÃO, que junto com a fajuta Lava Jato, destroem todo o setor público, agoniza os direitos que devemos ter acesso e nos joga num caminho de destruição de nossas vidas; passa também por uma candidatura que seja ponto de apoio e também voz daqueles que mais sofrem nesse estado – trabalhadores, jovens, mulheres, negros, LGBTQ+ – que se vêem hoje oprimidos por uma intervenção militar, fruto do desenvolvimento do golpe em 2016, que só aumentou os índices de violência no estado e deteriora nossas vidas. Queremos a ampliação da UERJ para mais cidades do sul fluminense e uma integração estadual no qual a juventude possa se locomover, pelo estado, sem hoje ter que gastar mais de cem reais para ir ao centro do Rio e voltar. Isso nos isola do acesso à cultura de qualidade produzida no centro, de ter acesso a museus, bibliotecas, cinemas e etc. Queremos a FAETEC forte, com cursos profissionalizantes para que possamos entrar no mercado de trabalho, um governo que ajude na fiscalização de empresas como a CSN que a cada dia mais, devido a irregularidades na segurança, mata trabalhadores

Nos dirigirmos à companheira Márcia, por acreditar que uma candidatura petista tem como perspectiva esses combates!

Lula Livre, Lula presidente com constituinte para revogar as medidas e ataques feitas por esse governo ilegítimo e avançar nas reformas que o povo e a juventude quer e precisa.

Márcia Tiburi governadora para combater o plano Temer/Pezão, combater a intervenção militar e garantir acesso à educação, saúde, empregos e cultura de qualidade à juventude!

Juventude Revolução do PT – Volta Redonda e Região Sul Fluminense.

Carta à candidata Márcia Tiburi do PT-RJ
Classificado como:                            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *