UNE em defesa da Assistência Estudantil

UNE em defesa da Assistência Estudantil

A União Nacional dos Estudantes lançou nota defendendo a manutenção das políticas de permanência nas universidades públicas e a liberação imediata das verbas do PNAES, nesse momento em que propõe a suspensão das atividades acadêmicas em função da pandemia do corona vírus. A Danielle de Paula, diretora de Assistência Estudantil da UNE, disse o seguinte: “Diante dessa grave situação, Bolsonaro não se importa com a calamidade que os estudantes estão expostos. Essa postura do governo já era esperada, é o mesmo que cortou o orçamento das universidades, se apoiando no teto de gastos da EC95. Sua resposta pra crise é atacar nossos direitos e serviços públicos. A nota da UNE ajuda a mostrar que não tem outra saída a não ser botar esse governo abaixo. Não queremos nem Bolsonaro, nem Mourão!” Confere aí a nota no site da UNE: https://une.org.br/noticias/nota-da-une-sobre-o-covid-19-e-as-politicas-de-permanencia/

Doc sobre a uberização na Formação de Verão da JRdoPT em Salvador/BA

Doc sobre a uberização na Formação de Verão da JRdoPT em Salvador/BA

No dia 08/02 os núcleos de Salvador da JRdoPT realizaram a Formação de Verão com o tema “autonomia pra JPT lutar contra o governo Bolsonaro”. A atividade rolou no auditório do Centro de Referência do Parque São Bartolomeu, no Subúrbio Ferroviário. Além de discutir o texto “Como ganhar a juventude socialista” do Trotsky e a declaração do Comitê Internacional de Ligação, também foi exibido o documentário “Vidas Entregues” que aborda a realidade dos entregadores de aplicativos. No vídeo fica evidente que cada vez mais trabalhadores, principalmente jovens, estão sendo empurrados para esse trabalho precário por conta da falta de empregos formais. Eles relatam que ganham muito pouco, principalmente quando falta demanda, alguns tem que pagar aluguel da bicicleta ainda. Quando rola acidente não existe nenhum suporte dos apps. Vários relatam que as entregas se tornaram sua principal fonte de renda. Dizem que prefeririam ter a carteira assinada num trabalho formal, com salário digno, acesso a plano de saúde e demais direitos. Essa aí é a realidade imposta aos jovens pela crise do imperialismo. Uma crise que o Bolsonaro autoritário alimenta quando retira nossos direitos. Precisamos derrotar esse governo pra abrir uma perspectiva de futuro pros jovens. A JPT precisa de autonomia política pra embarcar de cabeça nessa luta, pra daí estar presente nas escolas e nos bairros combatendo o desemprego, a violência e falta de serviços públicos, lutando ativamente contra o governo Bolsonaro. Pega o link pro documentário aí: Ícaro Jesus, militante da JRdoPT Salvador

Primeira reunião da UNE chama 18 de março mas vacila na orientação

No dia 13/02, esteve reunida em São Paulo à diretoria plena da União Nacional dos Estudantes. A reunião acontece para dar ponta pé inicial às mobilizações de 2020. Ano que já começa com resistência aos ataques do governo Bolsonaro, como é a greve dos petroleiros – a maior desde 1995, além da greve dos servidores do Dataprev e da ocupação da Casa da Moeda. Na resolução aprovada, a UNE afirma que é preciso retomar às grandes mobilizações estudantis de 2019 agora com o mote “eu defendo a educação” e aprovou o tradicional março de atos estudantis, dessa vez se somando ao 18 de março da Greve Nacional da Educação chamada por CNTE e demais entidades.  Porém, a UNE vai às ruas no dia 18 por #ForaWeintraub, como se o problema fosse só o ministro e não o governo todo. Afinal, Fora Weintraub resolve o quê? Num momento em que existe resistência contra o desmonte do serviço público, as privatizações e os ataques a educação, o governo age com autoritarismo, com medidas extremamente antidemocráticas para dar vasão a investida contra todos os direitos. Basta ver os ataques a autonomia universitária, caçando reitores e servidores que apoiam as mobilizações. É neste momento, que os instrumentos de luta dos estudantes não devem fugir de combater até o fim.  Como apontam as resoluções do 57° Congresso da União Nacional dos Estudantes, realizado em 2019, nosso horizonte é por um fim nesse governo organizando a luta nas ruas contra todos os seus ataques. Não lutar de verdade contra o governo é fazer uma oposição envergonhada.  Weintraub é só mais um na troca-troca de ministros da educação dos últimos anos. E para a luta dos estudantes nada mudou. Trocam os atores mas não mudam os capítulos da novela do governo, a história é a mesma, cortes e mais cortes no orçamento, nas bolsas, na assistência estudantil… Trocar seis por meia dúzia no MEC não resolve, devemos combater esse governo que quer destruir o FUNDEB, principal fonte de recurso para educação básica, e que não satisfeito também corta verbas das universidades. Que quer acabar com a autonomia universitária, através da MP que altera o método de escolha dos reitores. Que quer perseguir o direito à organização estudantil, atacando a principal entidade dos estudantes – UNE. Lula Livre ficou pelo caminho. A resolução também falha em não apontar a anulação dos processos contra Lula como necessidade democrática. A questão foi bloqueada pela UJS (ligada ao PCdoB) e lamentavelmente setores da juventude do PT (Kizomba, Para Todos, Enfrente) entre outras, não defenderam até o fim que era importante dizer que Bolsonaro chegou ao poder em eleições fraudadas, que a lavajato prendeu o principal candidato do povo, Lula, para abrir o caminho pro retrocesso. A luta pela anulação dos processos de Lula é a luta em defesa da democracia, é o enfrentamento à esse sistema apodrecido, em particular o judiciário que ajuda a proteger esse governo de milicianos. E os governadores “progressistas”? A resolução aponta os aliados de Bolsonaro na

Viva o Partido dos Trabalhadores! Viva os 40 anos do PT!

Viva o Partido dos Trabalhadores! Viva os 40 anos do PT!

O maior desafio do PT é o partido continuar sendo instrumento dos trabalhadores para o combate. O mês de fevereiro marca o aniversário do PT. Completando 40 anos desde sua fundação, o partido é resultado da necessidade histórica de luta dos trabalhadores brasileiros que não esperam a sorte para decidir o seu futuro, mas querem decidir por si, através da luta e do combate. Nos dia 7,8 e 9 de fevereiro, foi comemorado na cidade do Rio de Janeiro os seus 40 anos de existência com grandes mobilizações, de diferentes caravanas, principalmente caravanas cariocas, à Fundição Progresso, localizado na Lapa.  Nos últimos anos, instalou-se no Brasil um Estado de exceção. Sob a ditadura do judiciário, o PT passou por diversos ataques promovidos pelas instituições políticas do país, que teve seu ápice na prisão do companheiro Lula, sem nenhuma prova. A prisão de Lula, fez parte de todo um ataque da burguesia, com ligação e apoio internacional, para tirar do povo o direito de decidir por si quem estaria à frente do país nas eleições presidenciais. Tal ataque levou à presidência Jair Bolsonaro, e é sob esse governo autoritário que o PT comemora seus 40 anos. Juventude esteve presente. A Juventude Revolução do PT esteve presente na comemoração. Com sua arrecadação própria, a JRdoPT fez biscoitos em forma de estrela para comemorar o aniversário do partido. Na sexta, a JRdoPT esteve presente, também, na frente do Edise, prédio central da Petrobrás em apoio a greve dos petroleiros que vem sendo o exemplo de luta contra o governo Bolsonaro nesse início de ano. Em um país onde o desemprego bate recorde, os empregos informais são o meio de sustento de maior parte da juventude, o  PT é o ponto de apoio para o combate que será feito, principalmente, em um ano de eleição nos municípios onde o serviço público vem sendo destruído, sufocados pela Lei de Responsabilidade Fiscal somada a EC95 que congela investimentos públicos (teto de gastos). Fomos à Lapa saudar os 40 anos do nosso partido, e a luta continua. Muitos jovens compareceram, se apoiam no PT para lutar contra o governo autoritário que destrói direitos e soberania levando o país ao abismo. É na luta como estão os petroleiros que poderemos dar um fim nesse governo. Estamos discutindo com os jovens petistas que a JPT precisa de autonomia política pra organizar esses muitos jovens que se apoiam no PT para enfrentar a situação atual. VIVA O PARTIDO DOS TRABALHADORES! LULA LIVRE! JPT presente no aniversário de 40 anos do PT no Rio de Janeiro

Núcleo da JRdoPT dialoga em fábrica na Bahia

Núcleo da JRdoPT dialoga em fábrica na Bahia

A Juventude Revolução do PT de Vitória da Conquista – BA realizou, no último dia 07/02 (sexta), uma intervenção na fábrica Dass. Nesta ação, que se repetiu na troca de turnos seguinte com companheiros(as) do Diálogo e Ação Petista, foram utilizados panfletos e abaixo-assinados como instrumento de diálogo com os trabalhadores sobre a anulação do julgamento do ex-presidente Lula e a suspeição do ex-juiz e agora ministro do Governo Bolsonaro, Sergio Moro. Ao todo, recolhemos cerca de 140 assinaturas e distribuímos 1.000 panfletos. Diferente da época do período eleitoral, em que se espalhou pelo país uma onda de fake news e os ânimos estavam exaltados, hoje, após mais de um ano de mandato cumprido e diversos direitos atacados, os trabalhadores percebem o caráter autoritário e obscurantista do atual governo e reconhecem como injusta a perseguição a Lula e ao PT. Assim seguiremos lutando contra o governo Bolsonaro, e nessa perspectiva, dialogando com os jovens e a classe trabalhadora. MARCELLO FREITAS JRdoPT – VITORIA DA CONQUISTA – BA

Estudantes ocupam contra fechamento da escola em Cuiabá

Estudantes ocupam contra fechamento da escola em Cuiabá

Os estudantes da EE Nilo Póvoas decidiram ocupar sua escola para mantê-la viva e defender a educação. O Governador Mauro Mendes (DEM), seguindo os passos de Bolsonaro, implementa em MT um política contra a Educação pública, pois já atacou os direitos e a previdência dos servidores públicos estaduais, por meio da reforma da previdência estadual em 2020 e pelo desrespeito a lei 510 e o não pagamento do RGA (revisão geral anual) em 2019. No entanto, encontrou luta e resistência dos servidores que lutaram numa greve histórica de mais de 80 dias. Outro ataque é o fechamento de escolas fazendo os estudantes se deslocarem mais para estudar. Esses e outros retrocessos são consequências do golpe do impeachment e na prisão ilegal de Lula pra facilitar a eleição de Bolsonaro. Queremos um futuro digno pra juventude, por isso lutamos contra esse governo autoritário. Todo apoio à ocupação estudantil da EE Nilo Póvoas! Vem com a JR do PT! Contra o fechamento de escolas em MT!

Defender a Petrobrás é defender nossa soberania!

Defender a Petrobrás é defender nossa soberania!

A greve dos petroleiros vem marcando a luta de classes no Brasil no primeiro semestre de 2020. Negligenciada pela mídia, que não cobre a greve e se recusa a informar o povo o que está em jogo, a greve já conta com adesão de mais de 15mil petroleiros pelo país e caminha para completar sua segunda semana de paralisação. Segunda a Federação Única dos Petroleiros, a FUP, a greve já conta com adesões em todo o Sistema Petrobrás de trabalhadores, trabalhadoras e apoio, até mesmo, de companheiros aposentados. A ação dos petroleiros é uma resposta à política entreguista do governo Bolsonaro que quer entregar a empresa para o setor privado.  Ato na sede da empresa marca primeira semana de greve. No dia 07 de fevereiro foi convocado um ato em frente a sede da Petrobrás, no Rio de Janeiro. A Juventude Revolução do PT esteve presente para dar apoio aos companheiros em greve e defender esta empresa que é uma riqueza da nação! Nas mesma semana que se comemora os 40 anos do Partido dos Trabalhadores, a greve dos petroleiros é simbólica e mostra o caminho para o enfrentamento a um governo que ataca a soberania nacional e destrói as condições de vida da juventude e dos trabalhadores com desemprego, destruição dos serviços públicos, aumento da violência policial, repressão contra as organizações dos trabalhadores.  Os petroleiros dão resposta ao governo de Bolsonaro e nós, da Juventude Revolução do PT, também afirmamos: “O petróleo é do povo, tire as mãos da Petrobrás”.