Declaração da Juventude Revolução sobre as manifestações

Centenas de milhares de jovens estão nas ruas para lutar por seus direitos. E a luta pode arrancar conquistas, como em São Paulo e no Rio de Janeiro. Conquistas que podem ser arrancadas também em outras cidades, onde prefeitos ainda não anunciaram redução das passagens.

A luta continua, queremos Passe Livre já!
Exigimos redução das passagens em cada cidade e vamos além: é preciso dar Passe Livre aos estudantes, para que possamos ter acesso a educação, à cultura e ao lazer! Por isso a luta vai continuar! É preciso também estatizar municipalizar os transportes públicos, para melhorar a qualidade do transporte.
E não aceitamos a repressão da PM, essa instituição herdada da ditadura, criada por decreto em 1969, que reprime manifestantes de modo selvagem e assassina jovens negros e pobres todos os dias nas periferias das cidades.

Nesta quinta, vamos às ruas de todo o país! Dilma, tome medidas!
Ao anunciar a redução das tarifas, o governador de SP os prefeitos de São Paulo e do Rio de Janeiro disseram que seria necessário um “sacrifcio”, “cortar investimentos”  para sustentar a revogação dos aumentos. Nós não aceitamos esse argumento. Que cortem nos lucros dos empresários!
Não aceitamos que mais dinheiro público seja destinado a encher os bolsos dos empresários. Dilma pode resolver a situação. Uma maneira é adotar uma plano de emergência que contemple estados e municípios, obrigados hoje a destinar milhões para algo chamado “Superavit primário”, aquele dinheiro que o governo destina ao pagamento dos juros da divida pública, que acaba enchendo os bolsos de especuladores e banqueiros.
A presidente, aliás, tem razão quando diz que “a mensagem direta das ruas é por mais cidadania, por mais escolas, melhores hospitais, direito de participação. Essa mensagem das ruas mostra a exigência de melhorias no transporte a preço justo, e o direito de influir nas decisões de todos os governos”.
Mas para melhorar o transporte, a educação e a saúde, é preciso investimento público. Portanto, é preciso parar de dar dinheiro a iniciativa privada através do pagamento da divida ou por exemplo dos gigantescos investimentos da copa. Já são mais de R$28 bilhões de gastos com a Copa, enquanto estádios estão sendo privatizados a preço de banana e os jovens tem o direito à meia entrada negado pela FIFA.

Para avançar: Democracia e Unidade no movimento! Atenção para a manipulação!
Para arrancarmos mais conquistas é preciso organizar o movimento. Essa é a melhor proteção contra os provocadores, infiltrados e é a melhor opção para alcançarmos a vitória. De nada adianta ficar andando sem rumo pelas ruas. É preciso definir democraticamente os trajetos das manifestações, a presença de um carro de som, quem negocia, com qual mandato. As conquistas não são de um, mas de todos.  Nenhuma direção autoproclamada, como o MPL pode falar ou negociar em nosso nome. A hora é de construir comitês, plenárias e assembleias, de entidades estudantis como CAs, Grêmios, DCEs, as  UEEs, a UNE e a UBES e organizações politicas de jovens, de pastorais, de movimentos incluindo o MPL, de grupos de hip hop etc., para avançar na autoorganização democrática do movimento.
E é preciso de unidade nesse movimento. Para combater  a manipulação, que a grande mídia e a direita tentam imprimir com pautas como “combate à corrupção”, ou “contra a PEC 37”. Cada jovem na rua e cada força que vier somar na luta é importante. Todos em luta pela redução das tarifas tem o direito de se manifestar e todos tem o direito de levantar as bandeiras de suas organizações politicas e partidárias, afinal foi pelo direito à livre organização que as velhas gerações combateram a ditadura militar.

Lute com a JR
Estamos nas ruas e queremos organizar a juventude para lutar pelos nossos direitos, pela redução das tarifas, pelo passe livre estudantil! combata conosco:

– Passa livre estudantil! Municipalização dos transportes públicos!

– Em todo lugar, como SP e RJ, redução das tarifas!

– Dilma, dinheiro para os serviços públicos: transporte, saúde e educação!

– Abaixo a repressão! Desmilitarização da PM!

Depois da primeira vitória, a luta continua! Além da redução das passagens, queremos Passe Livre estudantil já!