No dia 16/04 aconteceu no Centro de Ensino Médio 03 do Gama uma atividade da campanha pela retirada das tropas do Haiti com a presença do senador haitiano Jean Charles Moise, autor de uma proposta aprovada no Senado do Haiti pela retirada das tropas de seu país. A discussão foi promovida pela UMES Gama, Grêmio do CEM 03, Juventude Revolução.

A mesa foi conduzida por Victor Caique (Presidente da UMES Gama) e foi composta além do senador por Beatriz Gomes (Coordenadora do núcleo da JR do Gama), Marcius Siddartha (APG UnB), Kim Ives (jornalista americano editor do Jornal Haiti Liberte) e contou com a tradução feita pelo estudante haitiano Vogly Pongnon.

Victor Caique apresentou a mesa e falou da necessidade dos estudantes estarem envolvidos na campanha pela retirada do Haiti. Beatriz Gomes explicou que a JR tem lutado desde 2004 contra o envio das tropas e tem seguido essa luta ao longo dos 9 anos.

O senador relatou a situação em que vive o seu país e que nada tem melhorado depois de 9 anos de ocupação militar. Ele destaca que tem que acabar com a ocupação militar e com a política imperialista que atende interesses das multinacionais. O senador também critica o FMI e explica os abusos feitos pelas tropas (estupros, perseguições, assassinatos, cólera levado por efetivos do Nepal). O senador diz que para problemas de segurança pública do povo a Minustah não aparece, mas basta ter uma manifestação para ela agir.
O jornalista Kim Ives alega que é irônico que a primeira república livre do continente hoje seja ocupada predominantemente pelo último país a se libertar do colonialismo.
Marcius Siddartha falou sobre o ataque no ano passado das tropas brasileiras à Faculdade de Ciências Humanas no Haiti durante assembleia com gás lacrimogêneo e balas de borracha.
 A atividade ocorreu com auditório da escola lotado com cerca de 200 estudantes. Palavras de ordem contagiaram o plenário: “soberania, tem que existir, retire as tropas do Haiti!”

O Senador já passou por Juiz de Fora – MG , onde participou de audiência pública na camara municipal da cidade, em que a JR também esteve presente. Ele ainda participou de debate na UNB promovido pela Associação de Pós Graduando da universidade e ainda participa de ato em Brasilia organizado pela CUT e de uma audiência pública em São Paulo, na Assembléia legislativa, na quinta feira, às 19h.
Estudantes de Brasilia debatem retirada das tropas do Haiti com Senador haitiano