Em Cuiabá, Mato Grosso, estudantes da rede estadual de ensino fizeram um ato público de apoio aos professores em greve que dura mais de cinquenta dias, na qual o governador dá como resposta ameaças de corte de ponto e até demissões aos grevistas.  Cerca de trinta estudantes foram a praça central da capital manifestar o apoio aos professores e dizer que o que prejudica o aluno não é a falta de aula provocada pela greve e sim uma educação pública sucateada pelo governo estadual.

A Juventude Revolução esteve presente na manifestação. No ato estudantes e professores deram seus depoimentos dizendo o que passam nas salas de aula, as dificuldades que enfrentam nas escolas e a repressão a greve pelo governador Silval.  A greve é para reivindicar um aumento salarial, pagamento de hora-atividade para contratados, realização imediata de concursos públicos e aplicação dos 35% dos recursos do estado para educação como determina a constituição estadual.

Os estudantes se organizaram no final do ato em uma reunião e decidiram continuar participando das atividades dos professores para que se chegue a um acordo.

Júlia Tizziani, é militante da JR em Cuiabá-MT

Estudantes fazem ato em apoio à greve dos professores em Mato Grosso