A marcha da juventude no Distrito Federal ocorreu na última terça-feira, dia 2. Contando com a participação de várias Organizações de juventude e com a presença de mais de 2 mil jovens e estudantes, a passeata se deu na Esplanada dos Ministérios.

Entusiasmados por palavras de ordens como: Não passará os crimes hediondos do Regime Militar! Exigiram a punição dos militares que durante a Ditadura Militar praticaram crimes de assassinato e tortura contra jovens e trabalhadores que lutavam por liberdades políticas. As faixas e cartazes presentes expressaram o anseio por justiça através do devido julgamento dos responsáveis. Outra bandeira levantada foi o fim do genocídio da juventude negra na periferia que é protagonizado pela polícia militarizada, herança direta da ditadura militar.

A necessidade de melhores condições de ensino também foi levantada através dos 10 por cento do PIB pra Educação. Os estudantes estão fartos de suas escolas sucateadas, com péssimas merendas e ainda terem que pagar taxas, por isso se faz necessárias mais verbas para educação como também uma Petrobrás cem por cento estatal. Questões como a construção da Universidade Distrital, cobertura das quadras de esporte das escolas do DF e o fim da semestralidade no Ensino Médio abrangeu o conjunto das reivindicações específicas locais.

Uma comissão contendo representantes da UNE e UBES foi recebida pelo governo e entregou um Manifesto Nacional que contém várias demandas da juventude, que já se mobilizou em vários estados como São Paulo, Manaus e Ceará. A luta prossegue!

Sarah Lindalva, É militante da JR no DF

Jornada de Lutas em Brasilia: Jovens Exigem Punição aos crimes da ditadura!