Em Salvador, a Juventude Revolução esteve presente em uma reunião com mais de 50 militantes de diferentes movimentos sociais e organizações populares, que encheram o auditório do Sindicato dos Petroleiros da Bahia no dia 23.02. Estavam presentes, além de nós: Sindipetro, Sindivigilantes, CUT, Levante Popular da Juventude, Consulta Popular, membros do PT municipal e estadual, DCE Ufba, movimento estudantil secundarista, movimentos de moradia, entre outros.

Todos com um só objetivo: organizar, em Salvador, a “Manifestação em defessa dos direitos, da Petrobrás e da reforma política”, convocada pela CUT, nacionalmente.

Em falas acaloradas, vários companheiros e companheiras condenaram as atuais medidas tomadas pelo governo com o “Plano Levy” de ajuste fiscal. Outros condenaram o silêncio da direção do PT frente a investida da direita que convoca atos pelo impeachment.

Um companheiro do Diretório Estadual do PT falou em “’defender o mandato, defender o governo”. Em nossa intervenção respondemos que não podemos defender de forma irrestrita. A defesa do mandato dado a Dilma nas eleições, combatendo a ofensiva golpista, passa por exigir da presidenta que reverta os cortes na educação e revogue as MP 664 e 665!

Também convidamos o DCE da UFBA a tomar uma iniciativa exigindo da UNE que encabece a luta pela reversão dos cortes e chamamos as organizações de juventude presentes a se posicionar diante da chacina da PM da Bahia que matou 16 jovens! Além disso, foi frisada a necessidade da reforma política através da Constituinte, que abrirá caminho para as nossas reivindicações!

Foi encaminhada uma próxima reunião no dia 02.03, bem como uma comissão de organização do ato, a qual a Juventude Revolução está compondo.

Rodrigo Lantyer, militante da JR em Salvador.

Reunião organiza ato dia 13.03 na Bahia