No dia 18 de março centenas de estudantes da USP se reuniram para manifestar-se contra o golpe judiciário que está em curso no Brasil. A boa iniciativa, que partiu de diretores da ANPG, AMORCRUSP e do grupo Dialogo e Ação Petista da USP tinha como objetivo reunir todos estudantes, professores e funcionários da USP que não aceitam que a democracia no Brasil seja sequestrada.

Eles fizeram uma grande faixa com os dizeres “USP Contra o Golpe!” e convidaram todos os estudantes a se somar na atividade panfletando no Bandejão Central da USP uma pequena convocatória para a atividade. O grupo se reuniu às 16 horas no Vão Livre da História/Geografia na Cidade Universitária da USP e marchou até a estação de metro Butantã fechando duas faixas da rua de onde eles seguiram de metro até o Grande Ato na Avenida Paulista “Em defesa da democracia, dos direitos sociais e não ao golpe.” Chegando na Avenida Paulista eles retomaram sua marcha da estação Paulista até o centro da concentração do ato, em frente ao MASP (confira aqui o vídeo publicado pela BBC Brasil, o registro do momento em que a marcha dos estudantes da USP contra o golpe chega na estação Paulista do metrô).

Próximos passos. Além de decidirem começar a ir juntos aos grandes atos da Frente Brasil Popular os estudantes da USP planejam organizar um Grande Ato “USP Contra o Golpe” na própria universidade para incluir toda a comunidade universitária na luta. Para organizar esse ato da maneira mais ampla possível eles pretendem fazer uma grande reunião, além de procurar as entidades representativas dos professores, e CAs na semana que vem.

Cristiano Flecha, dirigente da Associação Nacional dos Pós Graduandos (ANPG).

“USP contra o golpe” reúne centenas na Paulista