Depois de anunciar que cortaria 30% das verbas de três universidades por “balbúrdia”, o MEC anunciou, em novo comunicado, que o corte seria feito em todas as Universidades e Institutos Federais. Dias depois anuncia um corte de 2,4bi da educação básica com a desculpa de “ajustar as contas”. O governo Bolsonaro não está preocupado com “balbúrdia” o que eles querem é destruir a educação pública. Querem nos tirar o direito de estudar assim como querem tirar o nosso direito de aposentadoria.

A resposta já está sendo dada através das mobilizações pelo país! Os estudantes estão se mobilizando para defender suas escolas, IFs e Universidades. Estão se mobilizando para se somarem na greve geral da Educação chamada pela CNTE para o próximo dia 15/05.

Tirem as mãos da nossa educação e da nossa previdência!

Confira algumas imagens e vídeos:

Cresce a resistência contra os ataques de Bolsonaro à educação pública

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *