Publicamos abaixo o comunicado do Pacto pela Alternativa Democrática (PAD) – formada por PT, RCD, a Frente de Forças Socialistas, partidos da União Pela Mudança e o Progresso, Socialista dos Trabalhadores, pela Laicidade e Democracia, Movimento Democrático e Social e Liga de Defesa de Direitos Humanos. A Juventude Revolução do PT expressa a sua solidariedade e apoio à luta dos jovens argelinos, permanecendo na campanha pela liberdade de Luisa Hanune e todos os presos políticos.

COMUNICADO

No dia 08 de outrubro, centenas de manifestantes, entre eles estudantes e jornalistas, foram brutalmente reprimidos, tendo até prisões, como tentativa da polícia em impedir a manifestação pacífica que ocorre semanalmente.

Em vez de atender a vontade da maioria do povo que reivindica semanalmente, por quase oito meses, a saída do sistema/regime, o governo de fato aumenta a repressão em todas as direções contra todos aqueles que se opõem a ele.

Na cidade de Constantina, um jovem manifestante que usava um símbolo amazigh (referente aos povos Berberes) acaba de ser condenado a um ano de prisão e um cidadão de Djelfa acaba de receber a mesma pena por protestar contra a instalação da pseudo-comissão wilaya (divisão administrativa) de controle eleitoral.

As forças do Pacto pela Alternativa Democrática se solidariza incondicionalmente com as vítimas da repressão. Denunciamos que o serviço de segurança nas universidades da cidade de Argel tenta impedir que a comunidade universitária se manifeste em defesa dos detidos.

Apoiamos a rejeição popular  contra as eleições de cartas marcadas para presidente previstas para ocorrer em dezembro.

Nos preocupamos profundamente com as conseqüências negativas após esses acontecimentos gravíssimos e exigimos o fim imediato de todas as medidas repressivas.

Saudamos a atitude corajosa dos jornalistas da rádio nacional que enfrentam a censura e a tutela policial sobre sua prática profissional do serviço público. 

Apelamos aos magistrados a fim de se libertarem das garras do poder de fato sobre o judiciário.

Argel, 09 de outubro de 2019

Pacto pela Alternativa Democrática

Estudantes são brutalmente reprimidos na Argélia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *