O Núcleo da Juventude Revolução do Gama DF realizou no ultimo sábado (07/07) uma atividade de formação com base no texto agitação de massas nas escolas, escrito como forma de contribuição as discussões que antecederam o ENJR. A atividade contou com a presença de mais de dez militantes, inclusive do Núcleo de Santa Maria.

O trabalho de expansão da Juventude Revolução deve sempre vir acompanhado das atividades de formação. O recesso escolar é um excelente momento para impulsionarmos nossos trabalhos de formação.

O responsável pelo informe, Ricardo Cavalcanti (CNJR), começou abordando a importância do trabalho de agitação sempre levar em conta a nossa luta principal pela derrubada do Sistema Capitalista. Em cada passagem de sala devemos ligar as reivindicações emergenciais da escola, como a falta de cobertura de quadra, com as reivindicações gerais que colocam como centro o fim o problema da tomada do poder politico pelos trabalhadores com a ajuda da juventude. Desta forma o convencimento político funciona de forma efetiva nas mobilizações.

Ainda foram discutidos os métodos e a necessidade de organização para a realização de reuniões efetivas, como organizar assembleias estudantis bem sucedidas, como dirigir uma manifestação ultrapassando todos os obstáculos que possam aparecer e a importância de nos armarmos politicamente para saber responder as questões que aparecem.

Nas inscrições surgiram falas que levantavam os problemas enfrentados nas passagens em salas como, por exemplo, a interrupção de uma passagem por algum pronunciamento inesperado de um estudante desacreditado que sempre discorda. E questões como a repressão policial nas passeatas.

Primeiro é preciso ter paciência para convencer os estudantes e responder seus questionamentos, depois deixar claro o poder da união dos estudantes e trabalhadores através dos Atos e resaltar as conquistas que já tivemos como reformas em várias escolas, merenda nas escolas de Ensino Médio do DF e etc. Precisamos conhecer as brechas nas leis conquistadas pelo povo como o direito a livre manifestação para que possamos repudiar respaldados na lei qualquer abuso de autoridade.

Antônio Ayres, é militante da JR no Distrito Federal

 

Nucleo da JR no Gama-DF aproveita a chegada do recesso escolar para realizar atividade de formação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *