WhatsApp Image 2017-01-25 at 11.07.32

O aniversário de 463 anos da cidade de São Paulo foi marcado por duas manifestações, que contaram com a participação de militantes da Juventude Revolução. As manifestações iniciam o processo de resistência ao prefeito do PSDB, João Dória, que tem pintado a cidade de cinza, apagando grafites e prometendo privatizar tudo que puder.

 A primeira, convocada pela Central de Movimentos Populares para a praça da Sé, dizia “Nenhum retrocesso”, mostrou ao governo Dória que haverá resistência ao conjunto de medidas que seu governo vem tomando e pretende tomar.
A segunda manifestação ocorreu no Centro Cultural São Paulo e marcou o inicio da luta contra a política de Dória (PSDB) de privatizações do centro cultural São Paulo (CCSP) e das bibliotecas.

Dória pretende entregar para as Organizações Sociais (OSs) o principal Centro Cultural mantido pela prefeitura, palco de reuniões, atividades artísticas e lúdicas da juventude, exposições, mostras de cinema e de games, apresentações de teatro etc. Esse é o mesmo destino que Dória pretende dar às 52 bibliotecas municipais!

As OSs são empresas privadas, travestidas de organizações com interesse  social, que recebem da prefeitura para administrar equipamentos públicos. Tem sido largamente utilizadas nas áreas da saúde e da cultura com resultados catastróficos para a população. Ao invés de atender bem as pessoas e de valorizar os trabalhadores a OS busca economizar sempre o máximo que puder pra ampliar seus lucros.

É esse modelo que ele quer levar às bibliotecas e ao centro cultural, o que levará à precarização  deste equipamentos públicos.

Dória não para por aí. No programa de governo anunciou que privatizaria o serviço funerário municipal, o autódromo  e o Anhembi, além dos parques municipais. Começou agora o processo de fechamento das farmácias nas UBSs para fazer convênios com farmácias privadas e já criou uma secretaria de “desestatização”.

Será necessário a  mais ampla unidade das organizações da juventude e dos trabalhadores para impedir tantos retrocessos!

Atos anunciam resistência a política de Dória em SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *