A etapa extraordinária estadual do Congresso da Juventude do PT, na Bahia, aconteceu no dia 17.06 e contou com a presença de cerca de 200 jovens, entre delegados e participantes.

Desde o processo de construção do congresso foi feito um grande esforço para garantir a unidade necessária ao momento político que o país vive, com Lula preso pelo Judiciário golpista. Assim, foi construída, por consenso, e aprovada por unanimidade, uma resolução final que listou diversas reivindicações da juventude, como por exemplo, o fim do genocídio da juventude negra, a desmilitarização das polícias, o passe livre estudantil, acesso à cultura, lazer e arte. Importantes reivindicações que podem ser garantidas através da eleição de Lula presidente com uma Constituinte, como também afirmou a resolução do congresso.

Assim, esse Congresso foi um verdadeiro ponto de apoio para ajudar a juventude baiana na batalha que decidiu o Congresso Nacional de realizar a Marcha a Brasília no dia 15 de agosto, o que deve começar a ser preparado desde já.

A Juventude Revolução participou dessa construção e convidou os jovens petistas ali presentes a participar do seu 15º Encontro Nacional por “Lula Livre! Lula presidente com Constituinte!”.

A questão das alianças…
Uma proposta de moção, apresentada pela JR, não foi aprovada, mas colheu 119 adesões no plenário, demonstrando o sentimento da base da JPT sobre a politica de alianças na Bahia, abrindo a discussão na juventude do partido. A moção afirmava que “Lídice (PSB) votou contra a Reforma do ensino médio, a EC 95, a entrega do Pré-sal e outras medidas do golpista Temer. É contra prisão de Lula e defende direito da sua candidatura. Sua presença na chapa corresponde á decisão do congresso nacional da JPT.”.

Uma semana após o Congresso, o governador Rui Costa anunciou, sem o PT tomar posição, que manterá a dita “base aliada” do atual Senador Otto Alencar (PSD), que votou contra os interesses da juventude e dos trabalhadores no Congresso Nacional, como por exemplo, na entrega do pré-sal, reforma do ensino médio, congelamento de gastos (EC 95). No Senado, Rui Costa indicou o atual Deputado Estadual Ângelo Coronel (PSD); como vice-governador permanece o latifundiário João Leão (PP). Estão corretas as resoluções do 6º Congresso do PT e dos Congressos Nacional e Estadual da JPT quando falam em alianças com setores “anti-imperialistas, anti-latifundiários e radicalmente democráticos”. Essa aliança de Rui Costa não ajuda em nada a luta contra o golpe!

Rodrigo Lantyer, militante da Juventude Revolução em Salvador, Bahia.

Na Bahia, JPT é Lula presidente com Constituinte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *