Só no início desse ano, cinco capitais tiveram aumento na tarifa do transporte público: São Paulo, Vitória, Macapá, Boa Vista e Brasília. No DF, o valor reajustado para R$ 5,50 representa mais de 20% do salário mínimo pra quem usa todo dia. Em SP, pra quem usa integração esse percentual passa de 30%. Por isso vemos uma pesquisa apontar que, em Heliópolis/SP, 3 a cada 10 pessoas acaba se deslocando a pé. Cada vez menos acesso para trabalhadores e jovens e mais lucro para empresários que nem se quer melhoram a qualidade do transporte.

O acesso a educação, cultura e lazer na cidade, que deveria ser gratuito e de qualidade para todos é retirado, principalmente dos jovens que sofrem com o desemprego. Por isso estamos nas ruas exigindo a revogação dos aumentos na passagem, defendendo passe livre estudantil e melhorias no transporte. Lutar é um direito, por isso repudiamos as agressões da PM contra estudantes em 16 de janeiro em São Paulo.

Para quem é de Brasília, amanhã tem ato pela revogação do aumento da tarifa convocado pelo DCE UNB, concentração as 16h00 no estacionamento do ginásio Nilson Nelson. Vem com a gente!

Roselaine Araújo

militante da JRdoPT no DF.

Panfletagem contra o aumento da tarifa no terminal do BRT SUL, no Gama-DF

Contra o aumento da tarifa! Transporte público é direito de todos.
Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *